Subscribe:

terça-feira, maio 31, 2005

FERIADÃO - PARTE I


Como foi o feriadão??
Foi um presentão do Cara da Avipam. Foi o final das minhas férias.
Como vcs sabem, pobre só tira 20 dias e pobre com reforma p/ fazer, tira os vinte dias para resolver pepino, então esse feriadão caiu como final de férias.
Conheci uma das pessoas mais bacanas dos últimos tempos (graças ao Cara).
Gente fina e bem resolvida é outra coisa. Agora tudo se encaixa...

Vamos por partes:
Chegamos na sexta por volta de 22h lá em Mar do Norte, onde meu amigo Cara tem uma casinha.
A viagem daqui do Rio até lá, q fica entre Rio das Ostras e Macaé, numa Uno 92 foi um caso a parte.
Eu não ia contar, porque sabe, né?! Meu carro tem sentimentos e eu tenho um grande carinho por ele, mas foi uma aventura tão bacana q eu tenho q contar prá vcs.
Como uma boa consumidora de Porro de Male q sou, vivo esquecendo as coisas, daí, depois de 259 indas e vindas do carro pro apartamento, da creche do Pacotinho de volta pro apartamento (POR QUÊÊÊ??? Porque cada hora eu esquecia e lembrava de alguma coisa, porra!), da rua pro apartamento, consegui chegar no Jornal O Bobo p/ buscar Engraçadão às 18:30h em ponto (o combinado era 18h).
Como mulher sabe apenas dirigir (e levantem as mãos pro céu por isso!) e olhe lá - esse negócio de checar óleo, água, já é um pouco demais, né?! - assim q saímos do jornal, fomos direto p/ um posto BR q fica ali na Pres. Vargas p/ abastecer (isso é fala de paulista!!) e checar todo o resto. Daí começou a seqüência de micos q nos perseguiria por todo o feriadão. O frentista encheu o tanque até transbordar. Encheu tanto q o carro se afogou.
Nãããão, não afogou não, SE AFOGOU. O puto não saía do lugar e os carros atrás começaram a fazer fila querendo abastecer e a gente lá atravancando a passagem c/ aquela uno linda, cor de burro quando foge, cheirando a nova... Uma belezura!
Engraçadão já puto c/ o início do cenário, desceu e resolveu empurrar. E Pacotinho c/ aquela cara de interrogação quase pedindo p/ descer e ajudar; Esse moleque anda muito participativo. Um problema.

O curioso, é q agora estou me lembrando q o frentista nem encostou a mão no carro. Deve ter ficado c/ nojo, tipo: "Huuuu, carro de pobre, eca!"
Engraçadão tirou o carro do caminho e o zé bunda do frentista foi tentar abrir o capot. Só q a parada tava emperrada, daí Engraçadão puxava a alavanca dentro do carro e o zé bunda do lado de fora tentava levantar a "tampa" que parecia presa e balançava, balançava o carro. Ficou nessa punheta até quebrar a alavanca e Engraçadão deve ter pensado q estava cagado de urubu rei, como costuma dizer...
Ao lado do posto, tinha um senhor estacionado, c/ cara e acessórios de mecânico. Ele já fica por ali, esperando espirrar algum trocado. E é bastante providencial, porque depois lembrei q essa é a segunda vez q ele nos socorre (a primeira foi numa viagem p/ Piúma - eca! - em 1998, no mesmo posto c/ outro carro). Ele fez respiração boca a boca na mangueira q injeta gasolina, pegou uma chave q puxando assim e assim, destrava a alavanca e tudo deu certo. É claro q a gente não sabia nada da estrada q estava pela frente...
Resumindo o trajeto, tem uma estrada q a gente passa, q eu não sei o número, q é estreitinha e mão dupla, com um monte de caminhão indo e vindo. Imagina vc querendo correr, porque não quer chegar depois de meia noite na casa dos outros, tendo alguns caminhões pela frente, por trás e pelo lado?!

O asfalto com aquela coservação peculiar das estradas mantidas pelo estado, a pintura do asfalto, que poderia orientar o motorista, se estivesse ao menos visível, sem iluminação na estrada... Tudo conspirando para uma bela batida! Só que a co-pilota aqui é foda, então, danei a repetir p/ Engraçadão frenéticamente (sobre ultrapassagem):

EU - Agora pode!
ELE - É... mas o carro não ajuda.
EU - Agora não pode.
ELE - Vem um caminhão lá, claro q não pode!
EU - Agora pode (me orientando pela pintura da faixa no asfalto).
ELE - Tá doida, mó carretão, tu qué q eu ultrapasse assim?? Com esse caidinho? Vamos esperar mais.
EU - Ainda pode.
ELE - Vem cá, vc vai ficar falando essa porra até lá?!
EU - Só estava querendo ajudar amor.
ELE - Quer dirigir??
EU - Não.
ELE - Então deixa comigo. Agora dá!
EU e ELE - Pisa! Pisaa! Pisa! Pisa! Pisa! Pisa...
EU e ELE - Aaaaêêêêê!!!!!! (Ultrapassamos uma Kombi q devia estar a 80Km/h!!)
Eu nunca vi Engraçadão correr tanto naquela Uno, mas valeu.

Chegamos vivos e levamos as exatas 3h p/ chegar. Ainda fizemos uma parada no caminho!
Foi ótimo chegarmos vivos e encontrar os amigos. A chegada é sempre linda!

Continua...

Pausa para foto:

Dizem q nas férias eu engordei. É verdade.


Eu e Engraçadão fazendo bagunça na cama.

Deu n'O Dia que Daniela Cicarelli foi a um baile funk no fim de semana.

FODA-SE

Bj na bunda.

quarta-feira, maio 25, 2005

MENINOS EU VI... E CHOREI...



Definitivamente estou ficando velha.
Já vinha desconfiando disso há algum tempo, mas agora tive a certeza.
Não tinha fumado nenhum, pelo contrário. Sabe o cemitério? Está vazio inclusive.
Dessa vez é a idade pesando.

Ah! Vcs não sabem do q eu estou falando, né?!
É da Vingança dos Sith - Episódio III de Star Wars.
Eu nunca me considerei uma fanática em Star Wars, apesar de ter assistido todos (?!) e decidi no meu último dia de férias pegar um cineminha alone, já q Engraçadão "caga mole" literalmente p/ ficção científica. Ele não acompanhou a saga e se viu o Retorno de Jedi foi muito.
Mas eu... Depois de E.T. danei a me apaixonar pelo espaço e tudo q tinha nave eu estava vendo. E acabei fondo.

Primeiro, estava passando roupa e p/ diminuir minha culpa de ir ao cinema sem ele, resolvi eliminar a trouxa de lençóis, achando q daria tempo de pegar a sessão de 15:40h. Na minha cabeça, tudo se encaixaria. Iria de ônibus, p/ não despertar a ira do Engraçadão, chegaria antes dele e pegaria o Pacotinho na creche... Só q nada acontece como a gente acha, né?!

Saí de casa esbaforida e de carro às 15:20h, estacionei quase que com flanelinha e tudo na vaga. Saí correndo do estacionamento p/ o shopping, do shopping p/ o Bradesco q tem no andar, coladinho c/ o cinema para tirar o dinheiro da entrada. Faltavam exatos 5 minutos p/ começar o filme.
A PORRA DO CARALHO DA XERECA DA MÁQUINA DO BRADESCO NÃO ESTAVA FUNCIONANDO.
Máquina FÉLADAPUUUUTA!!!! Depois de ter feito minha estréia no cinema na semana anterior, nem passava pela minha cabeça q o destino ia me dar uma dedada.

Lá fui eu p/ o 1º piso do shopping em vão. Dobrei a esquina e vi a máquina do Bundesco sem fila (já sabia q não estava funcionando). Vcs já viram alguma máquina do Bundesco s/ fila??? E funcionando?? Nunca! Quem viu deve estar morto.
Anywayzzzzzzzzzzzz.
Saí correndo do shopping até o banco, cantando o mantra na minha cabeça "Tu é ruim, eu sou pior! Tu é ruim, eu sou pior!", para não chegar no bradesco e dar uma de mulher bomba. Porque a minha vontade era xingar e bater em cada um dos funcionários do banco (mesmo q a culpa não fosse deles) pelas máquinas paradas, mas o tempo passava voando e eu tinha q ver o filme. Saquei, corri, paguei, cheguei, sentei.
Até q não perdi tanto. Estava bem no comecinho, agora q o ig resolveu comprar o horário de trailers antes das sessões dos Severiano Ribeiro da vida, dá até prá dar uma rapidinha no cinema, antes de começar o filme.

Tava alto prá caralho o som Dolby Star Stereo. E as cenas da nave e combate no espaço tremiam e me deixavam tonta na cadeira.
O filme como sempre não se perde dos demais. Parece q esse tempo todo, vc está realmente assistindo ao mesmo filme, apesar da distância das décadas q se passaram. É impressionante como George Lucas pensou em tudo. O filme ainda é o mesmo e talvez por isso, atraita tanta gente. O máximo.
Lá pelo meio, a gente descobre os motivos de Anakyn Skywalker ter se tornado Darth Vader. De novo o amor está lá, caminhando juntinho do óóóideo.
Eu só não sei como ele conseguiu fazer tanta maldade, sendo tão novo e prestes a se tornar pai (essa parte eu não vou contar p/ não desapontar quem não viu ainda);
E toda essa tranformação do bom em mal também tem seu preço e justamente nessa parte eu chorei. Ele fez maldade, mas sofreu muito e eu chorei, porque dentro dessa transformação, me lembrei de mim criança c/ meus onze anos, assistindo no cinema o Retorno do Jedi, odiando Darth Vader como todo mundo, ao lado do meu pai q é um aficcionado em ficção e que me ensinou a gostar do gênero e ser uma pessoa lunática q nem ele! Lá no final do Episódio III, todos os filmes se encontram e se justificam. Tudo se encaixa. Bicho, é impressionante a maestria do George. Juntando a tudo isso música, efeitos, lutas, aqueles visuais q só ele sabe imaginar...

Aí parei de chorar e escutei outros snifs vindos da platéia atrás. Pensei q não estou ficando velha sozinha. E entendi q lá no fundo, sempre fui uma tímida admiradora de Star Wars. Tipo fãzinha lá no íntimo sabe? Daquelas q não guarda os nomes dos personagens e q esquece as cenas no futuro, mas q a cada vez q entra em contato c/ esse mundo, se emociona como se fosse tudo verdade!

O filme acabou e eu fiquei sentada sozinha esperando o pedacinho q perdi. Sozinha.
O cinema foi enchendo novamente, as luzes se apagaram, começou o monopólio do ig, trailers e enfim, aquela música do início do filme e as letras subindo, contando em que situação se encontrava a república e o destino dos Jedis.
Aí, eu pensei: cara, Guerra nas Estrelas não é nada sem esse início.
Me deu vontade de gastar tudo em DVD, mesmo sem ter o aparelho.


E NA LOJA DE MÓVEIS - PARTE II

Eddie q me desculpe, mas fechamos c/ a Toque a Campainha mesmo, aquele sofá maravilhoso q é igualzinho o dele, sem tecido de Milão, porém de couro ecológico.
É aquele tipo de sofá q se tiver briga no quarto, quem dormir na sala não vai sair perdendo.
Já chegou e ainda está todo embrulhado.

As paredes da sala já se encontram c/ outro tom. Aquela cor detestável (leia-se salmon) q estava lá já cantou prá subir.
A textura já foi feita pelo Engraçadão (q além de fazer filho bonito, fazer sexo animal como ninguém e ser um marido irretocável, ainda é ótimo pintor de paredes). O cara é foda.

Aviso aos navegantes: NÃO TEVE OPEN HOUSE, NEM COMEMORAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DE ENGRAÇADÃO.
Por conta das trolhadas q a gente vai levar à partir de Junho, ele pensou melhor (com medo de passar fome ) e resolveu abortar a comemoração.
Não tem problema. Se esse Open House não sair até outubro, não se preocupem q em novembro tem aniversário de Engraçadinha e aí, meus caros, não vai ter desculpa, fico um mês sem comer, mas reuno a galera. Ano passado foi assim...

Estou viajando esse fim de semana c/ Maria Clara Diniz e o Cara da Avipam.
O feriadão promete. Já estou vendo Pacotinho super gasto e todos chapados de quinta a domingo.
E por falar em Pacotinho, ele agora deu pra raciocinar, responder o q se pergunta e imitar o Linkin Park.
Agora, todo clip q ele vê na televisão, pergunta:

PACOTINHO - Mamãe. Quem é?
EU - Não sei, deixa mostrar o nome.
PACOTINHO - É o Inkin Park??
EU - Não, meu amor. Esse é o Jay-Z c/ Pharrel.
PACOTINHO - Mamãe, eu quero o Inkin Park. Pega meu chapéu? Pega mamãe! Pega o inkoflone, mamãe? (ele vira o boné p/ trás e pega o socador de limão e imita o Linkin Park)

Ele canta ou pelo menos tenta imitar os grunhidos do vocalista, no refrão de Faint.
Eu não sei se me jogo no chão de tanto rir ou se cubro ele de beijos.

Bj na bunda.

sábado, maio 21, 2005

E NA LOJA DE MÓVEIS...

Várias lojas de móveis depois, chegamos a uma onde a fachada se via escrito “Pobre não entra”. Essas são as piores e particularmente as q mais gosto!
Não me entendam mal.

Engraçadão como sempre cheiroso, fazendo aquele estilo despojado, clean e eu... bem, fui c/ uma frente única velha, daquelas q juntam bolinha c/ o tempo. Tudo bem, a bolsa combinava c/ a sandália, mas se vc fosse vendedor, pensaria de imediato q essa nega vai sentar em todos os sofás da loja, mas não vai levar nenhum. Ah, eu estava de bermuda também, a sandália rasteirinha, afinal, estou de férias.

A loja não era a SINTESE (leia-se loja de móveis dos sonhos do Engraçadão). Nessa loja ainda vamos, mas não sei se fecharemos c/ eles.
A decoração dispensa comentários. Era linda, apesar de não ser SINTESE. Daquelas q vc só vê em revista e sabe de cara q não é compatível c/ seu bolso, mas ora, vamos comprar um sofá de 3 lugares q deve ser à prova de criança de 2 anos e das festinhas q costumamos promover, então, não adianta ser no estilo “Casas Bah...” pois não vai durar 1 mês.

Nega besta? Sim, muito prazer. Costumo dizer q meu excesso de bom gosto é incompatível c/ a minha conta corrente, mas... cest la vie!

O vendedor... eu diria q era uma bichinha pouco afetada c/ a cara do Kevin Spacey. Por ter afinidade c/ bichinhas e por gostar realmente delas, suponho q consiga ler seus pensamentos e c/ esse vendedor não foi diferente. Vamos chamá-lo de Eddie.

Depois que sentei em vááááários sofás da loja, me afeiçoei a um. Nada me tirava aquela chaiselong da outra loja da cabeça.
Olha isso, eu, preta, pobre, me apaixonar por uma chaise. O problema é ela combinar c/ nosso apartamento e Engraçadão se convencer de comprá-la (diga-se de passagem, essa última, é a parte mais difícil!)

EU – Huuummm, esse é sensacional! Q tecido é esse? É camurça?? (estúpida, camurça??)
EDDIE – Nããão. É lsdjflhdgjd. Esse tecido é importado, vindo de Milão (levantando a sobrancelha direita e pensando, sua preta fudida, camurça?? O paninho de bunda da sua casa é camurça!)

Eu dei um sorrisinho de cantinho de boca, como se não tivesse ouvindo os pensamentos dele q gritavam no meu ouvido. Bicha é foda, pensam muito alto!

EU – Quanto é?
EDDIE – R$ 1.9..,00 (Coisa q vc não tem fodidinha!!) (E com sorriso.- Sabe aquela viradinha de pescoço?!)
EU – Ééééé??? (Vibrando, porque a chaise é muuuuuiiito mais cara!!) Bom... muito bom.

É óóóóbvio q a bicha não acreditou na minha cara de satisfação. Deve ter pensado q era só mais uma fodida q entra na loja e faz aquela cara p/ não ficar por baixo, mas na verdade eu to cagando p/ o q a bichinha pensa. É bem provável q fechemos c/ ele, caso a chaise seja reprovada. De qualquer maneira, a Toque a Campainha aqui da Tijuca, tem um igual q à vista acaba ficando mais barato. Por acaso, o da Toque a Campainha, foi o primeiro que me apaixonei e que o Engraçadão disse “nem fodendo!” O único diferencial é q o tecido não é de Milão e o vendedor não é a bichinha do Eddie. Mas, who cares?!






DEPOIS DE TRÊS ANOS, ENFIM, O CINEMA!




Cinema sem pipoca, né?! Já viu quanto custa a pipoca no cinema? É um absurdo de cheirosa, um absurdo de nada e isopor c/ sal é mais gostoso.
Fomos assistir Cruzadas. Cara, o filme é ótimo. Aquela coisa medieval, c/ guerra, amor e homens honrados envolvendo a trama central. São quase 3 horas de filme, mas vale a pena. Vc sai do cinema de alma lavada. Muito bom p/ uma estréia, principalmente depois de 3 anos de afastamento.


METE LÁ

Assisti ao filme Simplesmente Amor no TCPremium semana passada. Aquele filme q dizem q Rodrigo Santoro entra mudo e sai calado.
Acho engraçado como funciona a cabeça dos brasileiros no q se refere a seus ídolos fora do Brasil. Quem é Rodrigo Santoro fora do Brasil? Por que Hollywood deveria dar um papel de destaque a ele assim de cara? Helloooouuuu??? Não é assim q funciona.

Primeiro o cara vai ser elogiado pela beleza, depois o talento. Já está acontecendo. Ele apareceu na lista dos galãs mais bonitos do cinema. Logo, logo eles verão q existe inteligência e talento por trás daquele rosto. Ele não foi pra lá a toa.

Logo a gente vai ver Rodrigo Santoro mandando ver nos States. É questão de tempo.

O filme é leve, bonitinho. A palavra q definiria, no meu ponto de vista é cute.
Entretenimento, é pra isso q foi feito e no making of do filme foi dito isso. Então ele cumpriu bem o q propôs.


... Mas vamos combinar, aquela atriz q contracenou c/ o Rodrigo (além do personagem) poderia ter dado um beijo melhor nele. Se eu fosse a atriz, Engraçadão q me desculpe, mas o povo ia ver línguas rolando.
Quer dizer, ia ser editado, repetido exaustivamente, porque o diretor ia dizer:

DIRETOR – Engraçadinha, tira essa porra dessa língua daí! Seu personagem é recatado, caralho, tira a língua. Vamos lá! De novo! Aaaaaaaannnnd action!

E lá ia eu meter o linguão outra vez...

Cest la vie... cest la vie...

domingo, maio 08, 2005

quinta-feira, maio 05, 2005

KD EU??? TÔ DE FÉRIAS UÉ!



Naaaaaaaaaaaaaa.
Não estou aqui seus bobinhos!!!
Estou em casa resolvendo pepino. Aliás, meu nome devia ser pepino...
Não posso reclamar é verdade.

Depois de uma semana infernal na empresa, por conta dessas férias tão sonhadas... Por quê???
Porque não tinha ninguém para me substituir, porque meu chefe resolveu contratar um terceiro na última semana p/ este fim, porque o indicado foi minha irmã e ela tem um currículo fraquíssimo, apesar da competência, porque o processo admissional foi um caos (leia-se eu lutando contra o tempo e contra todos), porque, porque, porque... ufa! Foi fóda!

Mas agora está tudo no lugar, eu numa lan-house fazendo esse post, minha irmã no meu lugar ralando, Engraçadão no banco pagando as contas, Pacotinho na creche.

Gente, queria agradecer pela saudade sentida. Eu também não deixo de pensar em vcs.


Agora, momento tira-onda:

No sábado compramos um somzinho Philips com capacidade para 5 CD's independentes (não é carrossel) e leitura de MP3, sistema shuffle, spleep time... só não tem tocador de punheta!
Agora eu não ligo mais a TV, de modo que ando mais alienada do que tudo.
Essas férias de 20 dias, servirão para arrumar a casa. Queremos colocar o apartamento c/ a nossa cara, sabe?! Quando isso tudo se concretizar, farei uma pequena Open House aberta para VIP's.

Aqueles que não moram no Rio, não se sintam tristes por ficar de fora. Pode deixar que eu vou beber por vcs, vou comer por vcs, vou fumar por vcs, mas vou manter o respeito.
Quem tá dentro?? O Parahyba vai ter que estar, o Cara da Avipam também, Maria Clara, Edita, Levi, Filipenses & Patroa (pode ser q ela não queira...), Cláudio & Patroa, Tio Gu, Lady... entre outros se a casa couber e se Engraçadão não me matar antes.

Bem people, é isso.
Não sei quando vou postar de novo, mas espero que seja breve. Não aguento ficar muito longe de vcs, mas também aturar o Lentium lá de casa é dose!!!

Bj na bunda!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...