Subscribe:

segunda-feira, maio 26, 2008

NOVIDADES - PARTE II

Pois é... expectativa demais dá no quê?
Em boa coisa é que não dá, ora pois!
Depois de 4 anos sem dar festa própria, eu e Engraçadão motivados por um churrasco de um amigo, resolvemos comemorar as 37 primaveras dele, lá no prédio.

Sonhamos com isso cerca de 1 mês antes. Seria um churrascão, onde convidaríamos família, agregados, amigos, vizinhos e quem mais pudesse ir.
Planejamos bancar a carne e deixar as biritas por conta dos convidados.
Uma vez que só conhecemos cachaceiros e essa parte sairia exorbitante pro nosso bolso sempre igual, o melhor era distribuir as despesas e comemorar.

Chamaria a Super-Nanny da creche para ficar com o Sr. Cabeça de Bolinha; Pacotinho já está numa de se virar e teriam crianças para distraí-lo; eu seria a DJ; Engraçadão comandaria as carrapetas da grelha e a gente começaria à tarde, para não ter hora prá acabar.
Eu sou uma perfeccionista escrota. É certo. Engraçadão é outro, cada qual, atuando na sua área.
Eu peguei todas as músicas da moda, os rocks q ele gosta de ouvir e tudo mais, uns sambinhas, uns MPB's que é de lei e juntei tudo no shuffle do Windows Media Player. Comprei cabo prá ligar o laptop no som. Tudo certo eee... não ficou bom!
Resolvi então, distribuir por pastas e ir adicionando conforme o feeling da pista. Essa, parecia a melhor saída.
Já estava me vendo abrindo uma empresa de churrasco e entretenimento.
A pessoa que contrataria o serviço de churrasqueiro com DJ, bancaria tudo. Eu só entraria com o computador, o som e Engraçadão com o serviço.
Já me imaginava cobrando uns R$ 2.500,00 por festa. Tipo 5 horas, prá ser generosa!

Bom, o lado perfeccionista de Engraçadão, foi a ponta do iceberg da confusão que se formaria.
Conseguimos o apoio de uma super amiga (essa aqui da foto), que é viciada em fazer churrasco! Mais até q Engraçadão.


Ela aliviou e muito a parte dele. Só, que ele teria de buscá-la em Jaca-City + a churrasqueira q não temos, logo cedo. Eu fiquei encarregada do almoço, já q teria tranqüilidade prá cuidar disso, pois a Super Nanny já havia chegado.

Well... Engraçadão olhou pro chão e agarrou no cabo de vassoura numa hora, digamos... meio imprópria.
Apesar dos meus insistentes apelos, ela não largava o cabo de jeito nenhum!
Se recusou a empurrar a sujeira prá baixo do tapete. Não quis empurrar com a barriga nem fodendo.
Moral da história: Ele saiu tarde prá Jaca-City, uma parte dos convidados chegou pontualmente às 15h, conforme o último email enviado.
Minha cara foi no chão.

Apesar do almoço pronto, não almocei. E tão logo chegou a churrasqueira, carvão e todo o resto, comecei a beber prá esquecer!
Tipo... duas long necks de Skol.


O problema, é que eu bebo e perco a fome.
Chegaram uns amigos prá confraternizar à base de El Porro, descemos porrados literalmente.
Mais uma long neck de skol. Só mais uminha prá acabar de foder a bicicleta.
Fiquei completamente doida. Mas não aquela doida q ri, dança, fala merda. Bão... falar merda eu falo naturalmente.
Fiquei foi mal mesmo.
Uma vontade louca de ir prá cama, de chorar, de quebrar o laptop na cabeça da molecada q se divertia como nunca.
Burra, burra, burra mil vezes burra.

Não comi nada.
Fui prá cima e botei aquele líquido todo prá raul beber! Iiiirc.
Depois, fiquei meio brochada na cama, até q minha mãe me botou prá animar a festa de novo. Alguém esbarrou no filtro de linha...
Dãããã. Voltei e já nem sabia a ordem das músicas. Mas o povo dançou!


Consegui comer um pouco depois, mesmo enjoada por causa do cheiro de churrasco.
No dia seguinte, Engraçadão ficou na merda, com cara de desolado. Tudo q eu passei no dia anterior, ele passou no dia seguinte.
Ao menos, pelo q pude falar com os convidados, todos gostaram da festa; todos adoraram o churrasco; todos confraternizaram e se divertiram; todos beberam à vontade e todos perceberam q eu estava na mão do palhaço!!
Nem levo pro lado do mico. Fiquei foi puta, pq é como se eu não tivesse ido à festa. Whatever...

Bom, pelo menos, terei como me redimir.
Novembro, sou eu quem faço aniversário e já decidimos q vamos comemorar. Não sei se me animo com outro churrasco, talvez faça um Strogonoff daquele, apesar da trabalheira... vamos ver.
Mas o certo é q dessa vez, marcarei mais tarde e vou comer bastante antes da festa!
Dessa vez, eu juro q vou!


As poucas fotos q consegui tirar (já na mão do palhaço!)
Bj na bunda.

terça-feira, maio 20, 2008

NOVIDADES - PARTE 1

Como diria Jack - aquele mesmo! - O Estripador, vamos por partes.

Pela ordem cronológica dos fatos mesmo, porque dá menos trabalho.

Naquele fim de semana chuvoso de sábado, fui fechar negócio no shopping Tijuca e pegar meu novo bichim.

Um Sony Ericsson K790a.

Deixei o carro no pé do morro e fui à pé até o shopping.

Por que perto do morro? Ora, shopping dia de sábado é um inferno prá estacionar, ainda mais em véspera de dia das mães. Nunca q eu daria mais de R$ 5,00 prá ficar rodando vários andares de garagem à procura de uma vaga, enquanto que no pé do morro, é só deixar o carro, pegar o retão e sair no shopping.

Se tem perigo?

Claro que não!! Ou vcs não conhecem a regra do morro?! Nas proximidades é proibido assaltar. Sujeito à punição exemplar. E vcs acham q os donos do morro são estúpidos a ponto de ficarem chamando a atenção da polícia de bobeira?!


Claroquidão! Estraga os negócios. E se é ruim pros negócios...


Meus queridos 5's leitores, O CRIME É ORGANIZADO! A polícia e os governantes, deviam aprender com eles alguma coisa (não me interpretem mal, nem me apedrejem).

Bão, o fato é q eu deixei o carro e fui rezando prá dar tudo certo.


De fato deu.


O cara é maneiríssimo (q me vendeu), me deu a maior força até no lance do desbloqueio, q a Vivodecuérola, tentou botar no meu, mas não conseguiu... eles não queriam desbloquear de jeito nenhum!

Não queriam, pq eu não tinha nota fiscal do aparelho. Ok, é prá minha segurança e tals, mas fala sério!! Quantas pessoas guardam nota fiscal de tudo por anos a fio??

Eu não guardo. E eu sou normal.

Bate bocas à parte com atendente q é quase um operador de telemarketing (ótimo exercício para provar o quanto a gente é inteligente e tem resposta prá tudo, enquanto deixamos eles putos, tendo q pensar - eles odeiam isso!), carteiradas da OAB à parte, conseguimos desbloquear o bicho.

Cheguei em casa tirando foto de mosquito, de parede, do elevador, dos pingos de chuva... filmando tudo, todos, e... cara, os meninos na maior agitação.






Foi legal.







O Sr. Cabeça de Bolinha está numa de ficar em pé e se soltar, tentando equilibrar sozinho.(Entortem o pescoço para ver o vídeo.)

video



Em tempo: ele completou 9 meses, semana que vem já faz 10!





Enquanto Pacotinho está quase lendo. Ele soletra tudo. Absolutamente tudo e agora, está juntando os vocábulos. Coisa linda!! Está tão inteligente!!





Agora está se amarrando em filmes.


Daí, a gente fica conversando sobre os filmes q a gente vê, tipo... Indiana Jones e a arca perdida, q ele viu outro dia e agora quer ver todos os outros... Transformers...


Ele até via alguns, mas eu tinha estimulá-lo prá ele ficar até o final, mas ultimamente não tem precisado. Ele presta atenção e fica vendo até o fim.


Bem, Dia das mães, fomos à Lan Sogra, reunimos toda a família e fizemos um churrascão que foi bem divertido.





Cheguei em casa ligeiramente morta da silva, mas tudo bem... nada se compararia à semana seguinte...


(Continua.)


P.S.: Tá tudo tão louco e corrido, que o blog fez 4 anos (6 de maio) e eu nem lembrei. Putz! Vou trocar o templaaaaateeeee!!!


Engraçadinha mete lá: AMOR ATÉ O FIM - Elis Regina

sexta-feira, maio 16, 2008

TANTA COISA...

Tanta coisa que acontece/ aconteceu/ acontecerá e eu sem tempo prá dizer,
postar, visitar mais os etecéteras.
Maaaaaaaaaaas... nada de lamúrias.
Vamos aos eventos.

Depois da saída desastrosa de quinta feira passada e de zoações da
blogsfera, todos com muita razão, veio o sábado.
Aleluia!!
O sábado!
Este era o dia em que eu pegaria meu novo brinquedinho. Um celular novo.
Não q o meu estivesse véio. Tem dois anos de uso, uns arranhõesinhos no
display, mas nada q o deixe devendo pros celulares de última geração!
Era um NOKIA 6111 de 1Mpxl. Não dá prá revelar foto, mas prá trocar por
email é bom... tudo bem q quem está sendo fotografado não pode respirar,
senão a foto sai tremida, mas ele é melhor q a grande maioria.

A idéia surgiu, porque minha câmera Fuji anda comendo pilha. Acho q ela
está fazendo regime de engorda.
Pilhas recarregáveis, ela engole com a velocidade de um comedor compulsivo.
Comprar outra câmera está fora de cogitação, pelo menos por hora.
Consertar... dá um trabalhão da porra. Porque eu teria de mandar prá São
Paulo, via Sedex ($$$$), com nota fiscal e mais um porrilhão de coisas e
esta, foi presente, veio de Cingapura, realmente nemfu.

Daí q eu achei um celular no Mercado Livre, com câmera da Cybershot, de 3.2
Mpxl, que dá prá revelar inclusive. Não conversei.
Peguei minhas economias e apanhei o bichinho, depois de uma saga com a
Vivo, q eu conto outro dia.
Lindo o bicho. Todo funcionando. E fotografando. E baixando músicas via
Bluetooth. E despertando. E filmando muuuuuito mais q 1min. E... ai faz
tanta coisa. Só não tem tocador de punheta, mas o resto ele faz!

Domingo passado, rolou um churrascão na minha Lan-sogra, q reuniu boa parte
da família. Foi legal, animado e fotografado. E outro dia e posto as fotos
procês verem.

Ontem, foi aniversário de Engraçadão.
E amanhã, vai rolar um churrascão lá em casa, q começa à tarde e não sei a
q horas acaba.
Vai ser no play.
Se bombar (eu serei a DJ) e sobrar grana pro fim do ano, vou fazer o meu!
Tem 4 anos q não faço festa e a última, ainda é comentada.
Bão.
Mando notícias, fotos, vídeos e links.

Bj na bunda q eu tô correndoooooooooooooooooooooo.

sexta-feira, maio 09, 2008

CAGADO DE URUBU-REI

Uma das resoluções oriundas da D.R. que rolou entre eu e Engraçadão,
naquela terça-feira do dia 29/04/2008, é q agora, eu tenho dia certo prá
sair.
Bão, já vai prá 14 anos a nossa união.
Por mais que se mude as posições, a gente já conhece cheiro, jeito (?),
fuça, humor de cada um. Antes disso, nosso relacionamento sempre,
ever-fucking-ever, foi permeado por liberdade.
Na fase namoro, ele dava linha na pipa numa boa.
Na fase casado, o buraco ficou mais embaixo.
Eu diria muuuuuito mais embaixo!
Não digo que ele tenha se tornado um tirano, não.
Eu diria um feitor de fazenda q quando oportuno, tira as correntes da
negrinha e a deixa tomar banho de sol.

Tá bom, mentira. Mas eu me sentia exatamente assim.
Até por conta de planejamento. Me sentia assim.
E mesmo quando saía, me sentia culpada. Era um respeito e uma satisfação
quase filial, q me obrigava a comunicar, quase q num tom de pedido.
Aí um dia eu disse:

ENGRAÇADINHA DIZENDO - Péraí porra!! Eu sou muito burra mesmo!!!

E é verdade! Engraçadão tem as terças só para ele, q ele usufrui com
futebol (porque quer, eu já deixei bem claro!). E as sextas também, mas
nestas, ele divide com Pacotinho. Outro futebol, q dá prá levá-lo, então
não conta.
Eu, a imbecil da vez, tinha dias aleatórios, ao sabor de ocasião. Talvez
por isso, tanta culpa.
Daí, depois de eurecaaaaaaaa!, instaurei as quintas feiras como o meu dia.

Quando solteira, tirava as quintas com meu pai, o Sr. Engraçado. Chamávamos
de QUINTA SEM LEI!
Agora, não pega bem eu adotar esse nome, porque a intenção nem é a de q não
haja lei, mas de encontrar as amigas, ou amigos, beber, falar merda, vez
por outra sair prá dançar, rir da desgraça alheia e lógico e
necessáriamente, encher a cara.
Tá bom, eu encho a cara dia sim e outro também, mas com os amigos e fora de
casa é mais gostoso.

O problema, é q desde q liberou meu dia, tem sido um fiasco atrás do outro.
Na semana retrasada (a passada foi feriado), fui ao aniversário de uma
amiga de trabalho e a galera q ela convidou... hummm... digamos assim...
sabe a turma do play?? Pois é... é um grupo fechado q tem aqui, com aqueles
caras bonitinhos, arrumadinhos, q estão com menos de 30, não-fumantes, q
bebem socialmente ou não, mas q as piadas... ai Dééééus, só eles riem. Eu
não sei porqueraios, sempre q almoço ou os encontro em eventos da empresa,
volto ao ano de 1987, qdo me misturava com a galera do play do prédio, q
faziam as mesmas piadas e brincadeiras.
Felizmente, algumas pessoas imbuídas de cérebrio, compartilham da minha
opinião. Acidentalmente, descobri isso.
Pois bem, num dado momento, a cerveja não bateu direito, o cigarro perdeu a
graça e antes q eu vomitasse em cima deles (as piadinhas estavam provocando
engulhos!), cantei prá subir. Mesmo antes do parabéns, q aliás é perdoável,
seria no dia seguinte.

Pensei...
ENGRAÇADINHA PENSA (Pasmem!) - Seria praga de Engraçadão??

Ontem, uma grande amiga, Tia Lu, combina comigo de irmos, mais duas amigas
(dela) a um reduto do qual já fomos habitués: Cabaret Kalesa, na Praça
Mauá.
Além de reduto das putas (a praça), o lugar mesmo, era chamariz de artistas
em ascenção, cantores, gente muderna e descolada. Bombava. E a gente não
saía de lá. Lá pelas 4h, serviam uma sopinha (0800), algo como creme de
ervilha, ou creme de cebola na cuia.
Eu realmente ficava só por causa da sopa, porque neste horário, a casa já
tinha perdido um pouco do seu charme e ficava mesmo... o pessoal da sopa.
Whatever.
Embalada por este sentimento de saudosismo, foi q eu topei e também, prá
matar a saudade da amiga.
Tocaria a banada Trucco, rockzinho anos 60 em diante e eu imaginava q
haveria um DJ prá animar os intervalos.

Não, não imaginei q a casa estivesse cheia numa quinta feira, porque lá é
afastado do fervo do Centro e ainda sim, a casa reinaugurou há pouco. O
forte lá, são as sextas e sábados, inclusive o horário é até mais tarde!
Fui pelas amigas.
Cheguei lá mais cedo do q elas, afinal, era a única de carro. Logo me deu
uma vontade enoooooooooorme de mijar.

ENGRAÇADINHA BALANÇANDO - Ai carai... vou ter q mijar nesse buteco aqui do
lado e se as putas ficarem me secando? Ah! foda-se...

Ao chegar no banheiro, pô, legal, não tinha porta nos sanitários. Aí eu fui
lembrar q já havia mijado lá, uns 10 anos antes ou mais e q naquela época,
não ter papel higiênico, não era motivo prá eu ficar emburrada. Mas hoje?
Bom, o chão estava limpo, aliás, o movimento não tinha começado e o
banheiro estava limpo de verdade, mas não tinha papel e o esguicho saiu de
ladinho, bateu na borda e foi pro chão.
Eu segurando a calça e a calcinha prá não molhar, comecei a arregaçar a
bainha da calça prá não molhar na porra do mijo q eu fiz no chão!!

Pensei de novo...
ENGRAÇADINHA - Porra, caralho, que merda!! Será q naquela época eu era tão
desengonçada assim??

Tive a sensação de que não.
Ao voltar prá entrada, cabeças começaram a entrar e nada das amigas
chegarem. Pelas caras e pelo visu das criaturas, eu tive a impressão que
era roubada!
Maaaaaaaaas, mulé bicho ignorante, não dá ouvidos aos seus instintos.
Elas chegaram. Gargalhadas, beijos, subimos.
Vazio, o asilo em pêso, a banda afinando os instrumentos, um aniversário do
promoter q viu q não éramos convidadas dele... daí por diante, só ladeira
abaixo.

Alguns tiozões secavam a gente, q não sei como minha barriga ainda está
aqui. Felizmente, eu não retribuía o olhar e ainda fazia cara de cão.
A banda era boa, mas num determinado momento, parecia q eles caíam no sono
durante a música, o ritmo caía vertiginosamente e ... impossível dançar com
graça desse jeito.
No intervalo, o DJ. Isso porque eu já estava seca pelo DJ. Eu devia estar é
doida!!
O cara entra, abre o set com Steve Wonder (uma lenta e velha canção dele),
depois põe Pretty Woman, mas na 1ª versão, q eu nem conhecia e consegue ser
mais lenta q a primeira música. Uma das amigas foi esperta, vazou às 9h.
Depois de eu xingar toda uma geração deste DJ, o cara pára a música
repentinamente prá cantarem o parabéns do promoter. Tá de sacanagem. Minhas
amigas rindo insandecidamente, decidindo de comiam o bolo ou não. Fomos as
únicas q não levantamos prá seguir o parabéns.
Eu detesto bolo!
Prá resumir o fiasco da noite, a gente saiu de lá umas 10h da noite e elas
me incumbiram da missão de quinta q vem, escolher o bat canal.

Ao chegar em casa, Engraçadão pergunta:

ENGRAÇADÃO - Q q te deu q vc está chegando a essa hora tão cedo??

Nesse momento pensei:

ENGRAÇADINHA PENSA - Seria praga de Engraçadão??


Engraçadinha mete lá: Communiqué - Dire Straits

terça-feira, maio 06, 2008

DESPEDIDA

Eu ia fazer um post completamente diferente do que vou fazer agora.
Mas resolvi ler o blog de Cláudia Lyra, a Mamy (não vai dar prá postar o
link, pq estou no tronco postando por email! Larga de preguiça e vai ali
nos links!!) e me deparei com um último post.
Ela diz que perdeu a espontaneidade, que anda se policiando ao escrever e
blá, blá, blá... q não vai mais postar e tal.

Sinceramente?
É óbvio q vcs têm visto aqui eu me distanciando da blogsfera.
Os motivos são muitos e infelizmente, todos contra mim. Vamos pôr
tópicuzinhos aê:

1- O blogspot foi bloqueado aqui no trampo e eu não tenho mais condições de
ler meus preferidos amigos.

2- Apesar de ter personalizado minha págino do iGoogle com alguns blogs,
infelizmente não dá prá comentar, daí, a pessoa nem sonha q eu estou lendo,
salvo algumas pessoas q lêem email, tipo assim, Clarissa Dellaway, q
responde meus comentários via email. Alguns outros q eu tentei adotar esse
esquema, me ignoraram por completo. Daí... eu não me esforço mais prá
comentar.

3- Estou ralando que nem côco e isso me esgota mentalmente, daí qdo eu
chego em casa, só tem a carcaça de Engraçadinha.

4- Sobrando apenas a carcaça e como carcaça não pensa, eu olho aquele
teclado e só tenho coragem de passar no Mercado Livre prá ver se meu
celular recebeu algum lance novo para venda.

5- Minha inspiração brota pelos poros de manhã, de modo que por email, eu
não incluo tags, não troco a música do post, não posso adicionar fotos... a
não ser q edite o post à noite. Trabalho àbessa não?!

6- Geralmente eu estou tão moída, q só fumando unzinho prá relaxar e
conseguir dormir, senão fico acesa. Daí... nem pensar em postar. Prá
começar, eu teria de acertar as letras do teclado. E convenhamos, chapada,
fica muuuuuito difícil.

Bão, com tudo isso e vendo meus queridos 5's leitores se afastando, dá
vontade mesmo de dar uma Claudeada e mandar tudo pruca... mas não consigo.
Antes de mais nada, eu escrevo prá mim. É isso mesmo, sou egoísta,
egocêntrica, egonímica (o q q isso quer dizer?), invento palavras, adoro
vê-las se transformando em pensamento, adoro o debate ou os deboches com as
baboseiras q escrevo. Não tenho grana prá terapia e essa troca de energia,
de carinho é algo de q não consigo mais me afastar.

Às vezes, fico pensando no futuro e me vejo sendo a blogueira mais véia da
blogsfera, falando as mesmas merdas e qdo não tiver mais o q falar, eu
minto.
Simples.

Minha próxima mentira, é q eu vou ganhar R$ 50.000,00 por semana. Sem a
mordida do leião.
Gostaram?

Então, àqueles q deram uma trancada de bunda ao ler o título, não se
desesperem (pelo menos uns 2's queridos leitores trancaram!) q eu não
partirei.
Gostaria de dizer a Cláudia, q eu lamento muito.
Com o advento de Yvonne, ela é a segunda a partir. Isso me entristece. Vai
levar um pedaço de mim.
Eu só espero q como uma grande parcela esquizofrênica de blogueiros, ela
seja uma mentirosa, louca e sem palavra, q volte a postar daqui há uma
semana ou menos!

Cláudia, meu beijo na bunda hj é só prá ti.
Mas vê se não gama, hein?!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...