Subscribe:

quinta-feira, outubro 27, 2005

UM TANTINHO ASSIM Ó!

Eu saí na calada da noite, a passos leves, sorrateiramente falando... peguei todos de surpresa e saí de cena.
Aprendam. O suicida quando quer se matar, se mata.
O verdadeiro suicida...

Não é o meu caso. Óbvio. Eu nunca pensei em me matar.
Bem... pelo menos tem uns 20 anos que não penso isso e nem quero isso prá mim.
Acabar c/ o blog muito menos. Por isso não avisei. Mudei.
E agora, aqueles que são queridos ao meu coração, têm esse endereço. Os queridos c/ e-mail, não é?!
Porque tem os queridos cujos e-mails não possuo, aí complica. E c/ essa falta de tempo q acomete a mulher moderna-escrava-sexual-do lar... devagarinho vou arrumando tempo p/ avisar esses queridos.

Eu sei. Estou enrolando, enrolando para não dizer os porquês.
Os porquês são os mesmos.
Nesses mais de 30 anos de existência, eu ainda não aprendi a ser previnida, a desconfiar das pessoas. Eu nunca desconfio. Eu sempre acho q todos são meus amigos, todos me adoram, assim como eu os adoro, q todos vão me proteger e vão se lembrar que nessa vida, eu ainda tenho a torcida contra. Acontece q as pessoas têm seus problemas prá resolver e não têm tempo (nem tem q ter) prá se lembrar de mim. De ter cuidado comigo.
É óbvio! Quem tem q ter cuidado comigo sou eu. Até aí, chovi no molhado. Disse o óbvio.
E foi justo assim, que num descuido, aquele meu dissabor mais recente viu um post dedicado inteirinho a sua pessoa, pela máquina de alguém.
Suponho q ele não deva ter gostado muito.
Bem...
...
...
...
..
.
FODA-SE!!!
Ooops! Eu disse de novo! É q é mais forte do que eu.
Mentira. Eu adoro essa palavra. A sonoridade, o motivo e destino que damos a ela. Diria eu q beira a perfeição.

FULANO - Engraçadinha, eu vi seu blog.
EU - Hã...
FULANO - E vc falava mal de mim.
EU - E...
FULANO - E eu vou mexer meus pauzinhos prá acabar c/ a sua paz!
EU - FODA-SE!

É perfeito.
Bem... eu nunca o tratei desse jeito. Mas nem precisa. Quando a gente se encontra no hall ou no elevador, ele lê na minha testa q tem um FODA-SE bem grande dando tchauzinho prá ele.

Eu adorava o outro endereço. Todo mundo reclamava da quantidade de "iiiis", que o nome era difícil, complicado... por isso eu comecei a mandar links q ficava mais fácil.
Foi uma época bacana.
Eu abandonando definitivamente qualquer resquício de infância. Tendo que assumir a maternidade, um lar...
Vou sentir saudades.
Mas mudei e pronto.
Coisas que a gente faz, que não dá prá voltar atrás.

Engraçadão e outros queridos, me pediram prá eu moderar a língua. Para me preservar meeeeiismo. Por amor a mim. Por responsabilidade até.
Mas me digam?? Como ser assim, sem me perder de mim mesma? Ainda é impossível.
Eu sou essa aí.
Que fala o foda-se, que esgota o assunto, até ele morrer. Até deixar de ser ferida.
Vejam bem, eu não tenho dinheiro prá pagar terapia, nem prá viver dançando, nem prá encontrar comigo sozinha de vez em quando.
Eu estou sempre vestida na personagem do meu dia-a-dia e isso é muito puxado!
A Flávia de vez em quando tem que vir a superfície para respirar.
E agora como nunca antes, estou sentindo tanta, mas tanta necessidade de mim. De estar c/ meu eixo.
Às vezes eu descentralizo. Mer perco no meio do caminho e fico doida a me procurar. A me resgatar.
Eu fico desesperada lutando pela minha essência. E agora é a hora.
Estou assim. Me querendo.
Por isso, preferi mudar.
Mudar, para me encontrar.

Um ósculo nas vossas nádegas! Amplexo não.

8 comentários:

selph disse...

fico feliz em ser um dos primeiros a saber de tal mudança e de ainda ser aquele que teve "uma mão" nela...

Quanto ao assunto do teu trabalho, vc resumiu muitissimo bem: FODA_SE!

Lady Metal disse...

Meu amor, jamais, jamais 'se modere'. Assim você perde a criatividade.
E, afinal de contas, se você quer que o troço role na internet, tem que ter peito para assumir.

E quanto ao moço do fiofó grande, diga para ele:

- Sorte? No, thanks! Tenho taleeeeeeeeeeeeeeeeeeeeento!

(e comente o outro post meu, você ficou devendo)

tio gu disse...

Arriscar é bom, né? Se o dito cujo souber usar o Google, te acha em qq blog da internet :-], mas... sei lá. Eu sou mais mineiro, como diz um funk, "peixe morre pela boca e vacilão pelo nariz"

Gwen disse...

eu fui a segunda!
Tenho, tanto orgulho disso...

e pode mandar esse carinha aí se fóder!

inda bem que cê vai continuar escrevendo preu ler!

Du disse...

Aff, não tinha que ter mudado nada por causa de um bobão...
Mas pelo menos vc tá segura no "foda-se" e é isso o que importa.
Beijoka...

Ah, que negócio de escova vc falou? Nuntindí!

Alguém, que já foi outro. disse...

Incrível como tem gente que parece ter vindo ao mundo para prejudicar os outros, e incrível quanto este "outros" somo nós, ou é você, ou sou eu. Em fim ...
Espero com fé que as coisas se acertem aí para ti. Fica bem, dona Engraçadinha. Abraços!

Tatiana disse...

Engraçadinha, tú é demais!
Beijos,
Tati.

Tatan disse...

Funny, continue sendo essa metamorfose ambulante ! Se a gente parar no tempo e no espaço, acaba criando limo (ou coisa pior)! Grande abraço e força sempre!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...