Subscribe:

segunda-feira, fevereiro 13, 2012

CAMINHADA: VANTAGENS E DESVANTAGENS

 
Sim eu poderia falar do Grammy, do BBB12 e de uma série de outras notícias bombásticas que nos atingiram essa semana, como a morte do Wando e da Witney Huston, que claro, mudarão radicalmente as nossas vidas, mas não. Vou falar de algo que vai mexer eternamente com o coração, a mente, os neurônios e sim, manipulará o pensamento dos meus queridos 5's leitores daqui por diante:
Pça Xavier de Brito
Caminhada.

Sei, vcs devem estar piscando repetidamente diante de computador, pasmos, diante de tanta eloquência, não é mesmo? Pois é, eu provoco isso nas pessoas...

Mas quero contar o lado trágico da coisa. Caminhas tem provocado verdadeiras mutações no meu corpo, para o bem e para o mal. Vamos então à parte positiva. Sabe cansaço? Pois então, continuo me sentindo cansada, claro, tenho três filhos e 1 marido para atender, mesmo sendo carregada nas costas por ele, me sinto cansada demais. É um esgotamento físico que não dá vontade de me mover depois que chego em casa. A única brincadeira em que me dispunha até então, era brincar de mesa. Crianças em volta, eu sou a mesa.

Depois que comecei a caminhar, o cansaço ainda reside, mas de uma maneira diferente. O dia seguinte à caminhada, me sinto ativa, mesmo sentindo uma vontade de dormir, não incontrolável, claro! Mas mesmo me sentindo cansada, não me sinto empurrada para baixo. Não sinto o esgotamento. Só para citar um exemplo. Fui caminhar 4 vezes semana retrasada, quando comecei. 40 minutos diários e minha vida fluiu naturalmente. Me sentia cansada, mas tocava o barco. Não deu para sentir os efeitos positivos porque Engraçadão estava num finalzinho de férias. Ainda sim, consegui não passar de 20 minutos deitada depois que o despertador tocava, ao contrário da quase 1h de antes. Ainda não tinha notado nada disso.

Então semana passada, tivemos uma série de coisas a serem resolvidas. Compras de mês, na segunda, terça fiquei presa no trabalho até às 22h, quarta era o futebol do Engraçadão, somando-se sábado e domingo anteriores em que eu não caminhei, o resultado foi espantoso! Passei a semana esgotada. Simplesmente não tinha forças pra nada. Absolutamente nada. Vontade irresistível de deixar tudo pra lá. Além do intestino que prendeu. Pasmem! Por mais saladas, legumes e verduras que eu coma, demora ao menos 5 dias pra sair o produto da minha alimentação.

Então chegou a quinta feira e eu retornei à minha rotina de exercícios. Sexta também. A parte boa? Acordei antes de Engraçadão, fiz sexo com muito prazer e disposição do que era antes... Fato é, caminhar e dar aquelas corridinhas tímidas têm me ajudado. Até chegar o sábado!


Lembra que eu falei dos contras? E prisão de ventre? Pois então. Depois do café da manhã em família animadíssimo, quase ao meio dia de sábado, eu fui resolver as coisas do almoço. Tinha vários pit-stops pela frente, enquanto Egraçadão ficaria com os garotos. Peguei Dona Miúda e lá fomos nós ao programa mulherzinha. Começamos pela Drogaria Pacheco, onde eu teria de comprar uns apetrechos para geral lá de casa. Sebe-se que da minha casa à pé para a Pacheco mais próxima empurrando carrinho, dá uns 6 quarteirões. Nada demais para uma quase atleta que nem eu. Isso em Km não sei quanto dá, mas é um chãozinho. Talvez 2 Km, whatever... Fato é que já estávamos no finalzinho, a galega quietinha no carrinho, sem mexer em nada, o que poderia ser soninho batendo e aquele ambiente com ar condicionado era totalmente propício. Compreensível.

Eu num momento cocô

Estou eu lá e meu intestino começa a dar os sinais característicos: pele arrepiando, aquela pressão costumeira e o que era arrepio, passa a suor gelado brotando no rosto. Afff! Aqui nããão! Todavia quando a vontade bate, não tem o que prender. Sou dessas! Danei a ligar desesperadamente para Engraçadão e nada. Em casa nada, o celular dava fora de área (a TIM é o mááááximo!)... ousei ligar para a casa onde Pacotinho passaria o final de semana, porque certamente estariam lá. Nada!

Numa hora dessas o que vc faz? Olha pr'um lado, olha pro outro e chama o atendente mais próximo. E aí vai!

EU - Moça, boa tarde! Tem algum banheiro que eu possa usar? É, tô com uma puta vontade de cagar - Estava escrito na testa o que eu faria, dado o tamanho dos meus olhos esbugalhados.

Ela claro, me levou lá, com carrinho da galega e tudo, que a essa altura estava roncando. Tive ainda de esperar uma moça sair do toillete. Só cabia um no cubículo banheiro feminino. Então eu forrei tudim e apressadamente me aliviei-me. Até aí problema nenhuma. Ao contrário, solução. Acontece que a descarga - e sempre ela - era fraquinha que só. E o produto da minha caminhada não podia ficar ali. Horrível, humilhante e o q mais com agá seguido de u vcs queiram colocar. Maluco, a mulher que me encaminhou até lá, estava fazendo o leão de chácara próximo à porta, numa espécie de vestiário que tem ali. Daí q eu tive q me dirigir a ela pra pedir um balde! Porra, não dava pra ser menos péssimo não?

EU - Moça, a senhora tem um balde ou tanque aí para eu limpar... errr... a privada ficou suja...
No banheiro em que me encontrava, tinha uma pia, mas daquelas q mal cabem as duas mãos. Então o balde estacionado ali perto não tinha serventia, correto? A moça também não aliviou pro meu lado. Me mostrou o balde e o tanque perto dela, era tão inútil quanto a pia, de modo que eu tive que enchê-lo com chuveirinho próximo à privada. Dessa vez eu me superei e vou entrar pro Guiness como o record dos micos.

Fiquei ali uns 20 minutos, sem sacanagem, enchendo aquela porra e despejando na privada até ficar 89% limpo, porque naquele recanto a água não tinha força suficiente para encher uma caixa de privada, quiçá um balde de sei lá, uns 20l ou mais. Então, com muito custo, terminei meu serviço. Tenho horror a privada cagada! E a moça com seu sorriso no rosto e eu me justificando... aaaargh! Patético. E voltar pra loja? E imaginar que todos sabem q vc estava lá dentro cagando? Bom, eles podiam ao menos confundir com a Miúda trocando fraldas! Mas não... não levaria todo aquele tempo e claro, meu super-mico será compartilhado entre os funcionários. Ou vcs esqueceram q eu tinha um leão de chácara me escoltando?

Pois é. Agora todos ali me conhecem como a cagona da Pacheco e eu vou ter q aprender a conviver com isso.
Então anotem aí, mulheres de intestino preso, caminhar traz mais esse benefício - o de fazer o milagre que actívia promete - só não esqueçam de sair de fraldão no dia seguinte!

9 comentários:

Tatilda disse...

CHOREI DE RIR! HAHAHAHAHA
Como vc foi espirituosa, confesso q eu teria deixado a privada toda cagada, afinal levaria a fama de qq jeito! hauahuahuahuahuahuahua

Anônimo disse...

Uma das piores coisas na vida é quando você TEM que fazer, faz, e aí depois descobre que a descarga não funciona como deveria... mas pior que isso é ser a pessoa que vai ao banheiro depois da outra que não conseguiu puxar a descarga, mas que fez a Kátia, e desapareceu deixando o "prêmio" para ser contemplado pelos outros. Parabéns por ter resolvido o problema! Ah, se todos fossem como vc! Bjs, Isabela.

Lulu on the sky disse...

Meu.. toda vez que faço caminhada volto procurando urgente um banheiro.
Big beijos

Wallace disse...

Poderia ser pior, e se não tivesse papel higiênico?

Engraçadinha disse...

Tá doido?

LuSoares disse...

Na segunda fase da serie: AS CARIOCAS, teremos um episodio em sua homenagem: A cagona na Tijuca. hehehehe

Engraçadinha disse...

Palhacita! =B

Morena disse...

A cagona da Tijuca é realmente um bom titulo!!!!!!
rsrs
Meu Deus acho que eu n conseguiria fato! E caraca essas coisas só acontecem com vc! Ainda beeeem que pelo menos a dona encrenca tava dormindo!!!!
Beijos saltitantes
Boa semana

Anônimo disse...

Adorei esse conto,formidável,mas cagona sei lá,acho que todos somos pq o importante é fazer né? seja em casa ou fora

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...