Subscribe:

quarta-feira, fevereiro 22, 2012

E NESSE CARNAVAL: SONHO COM FILHO, QUEM NUNCA?




Eu ainda lembro quando a minha mãe dizia que tinha tinha uns sonhos sinistros comigo. Eram sempre sonhos terroristas: Eu morrendo; eu sendo atropelada; eu indo com bandidos; eu me drogando; eu sendo estuprada, etc.


Não sou dessas. Não faço a linha paranoica com filhos, porque não adianta. O que tiver q ser, será, invariavelmente e penso que os fantasmas nesse caso não ajudam em nada. Quando me vem um pensamento peludo, eu paro, avalio e espanto, sempre que percebo incoerência. Deixo pra me descabelar diante dos fatos. Aí eu me descabelo com tudo o q tenho direito.


Então nesse carnaval, em pleno chalé em Jaconé, eu tive um daqueles sonhos peludos. Daqueles q vc grita mas não grita, chora, mas lágrima não sai. A garganta sufoca, o coração quase para. 


Foi com a Dona Miúda.
Ela era minha filha de fato, mas não de direito. Era filha de uma mãe q não sei se existia, mas o pai eu conhecia bem. Era o Marco Pigossi, namorada da Amália de Fina Estampa (a essa hora meus queridos 5's leitores começam a me chamar de maluca, eu sei.). Isso não me impediu de amamentá-la e ela já tinha a idade q tem hoje. Já era linda, loura e mandava em geral! Ainda sim, com todo aquele gênio, era amada por mim.


Engraçadão não tinha. Só os meninos e sonho é sonho, vai entender porquê. O inevitável aconteceu. Ele chegou em casa, com um bandihomem encapuzado e chegou com uma cara de "eu entendo o q vc tá sentindo, mas eu sou o pai" e mesmo sem trocarmos palavras, com o olhar apenas, respondi "ela é minha e só passando por cima do meu cadáver"!



Então eles passaram.
Me pegaram, encostaram alguma coisa no meu nariz, mais numa mulher q não sei quem era e que me ajudava com a meninada, daí apagamos.
Ao acordarmos, ela já se tinha ido. Nem vestígio da Miúda.
Não existia mais trio e eu não me conformava mais com uma simples dupla. A primeira coisa q pensei, foi em como seria a minha vida sem essa menina? 


Agora. dos meus queridos 5's leitores, quero q as mães q me lêem, se pronunciem nos comentários. Imaginem uma situação dessas em sonho. Aonde o grito não grita, o choro não tem som, a garganta fecha. Agonia pura e cristalina define.


O vazio, a agonia, as lembranças. Eu desmembrada. Sem aquela q tanto relutei em ter e q agora, sem a qual minha vida não teria mais sentido.
Lágrimas nos olhos. 
Ela é o sentido da minha existência e se ela me faltar, eu morro.
Aliás, se esse sonho fosse com qualquer um deles, a sensação seria a mesma. Perder qualquer membro do corpo, me doeria menos.


Perder um filho, é anti-natural. Na concepção daquele q ama, isso não existe.
E esse sonho de merda, q eu tive, não serviu pra porra nenhuma. 
Claro, eu não chorei. As crianças não me dão tempo. A gente acordava no chalé mal pulando,  nem espreguiçando direito, já cuidávamos delas todas e íamos pro dia de Momo. Era assim.
Mas para não acontecer, eu precisava botar tudo isso pra fora. 
Não pra evitar a má sorte, simplesmente para eu vomitá-lo aqui, porque é o q me cabe.


Bj na bunda.

7 comentários:

Fernanda Freitas disse...

"Sem aquela q tanto relutei em ter e q agora, sem a qual minha vida não teria mais sentido."
Todo mundo sabe que o Gustavo foi exatamente assim na minha vida. Imagina uma gestação aos 20, qdo nem se pode ser adolescente direito? Era minha vida toda se esvaindo... E de repente, um tempo depois do nascimento eu tive um sonho parecido, não que ele era roubado, mas que morria, e eu simplesmente, descobria seu corpinho na cama, já frio... Foi qdo entendi que a vida não teria mais sentido e algumas coisas se arranjaram na minha cabeça. Talvez essa tenha sido a confirmação do seu subconsciente... Não que todos sejam iguais, mas enfim...

Crioula disse...

Eu sonhei que a manon estava se afogando na banheira. A sensacao é horrivel.. te entendo bem. Manonzinha é tudo na minha vida!

LuSoares disse...

Ahhh, esses pesadelos loucos e misteriosos q dão nó em nossos corações !! Eles deveriam ao menos vir acompanhados de notas explicativas (ou numeros da mega-sena preferencialmente ...rs)
Nao tenho filhotes ainda, mas ja tive um pesadelo desse nivel c meu pai...acordei mal, qse liguei pra ele de madrugada pra saber se tava bem ...

Lulu on the sky disse...

Nossa que sonho maluco Engraçadinha. Acredito que ficou impressionada com a história da Ester em Fina Estampa e automaticamente associou com a sua caçula. Cada criança é uma dádiva, é única, é especial. Já dizia minha avó que os filhos são como os dedos na mão, se falta um dedo você vai sentir dor, independente dos demais dedos estarem na sua mão.
Big Beijos nega!

Morena disse...

Eu n sou mãe mas sempre que eu sonhava com meus irmãos, principalmente com a yasmin a sensação era bem essa!
O bom é que é pesadelo e ponto ela é soua toda sua. ah e talvez um pouquinho do engraçadão, trocado por um galã das 8!!! rsrsrs
Beijos saltitantes
Bom fim de semana

Ma Albergarias disse...

"Ela é o sentido da minha existência e se ela me faltar, eu morro."

É isso.
Sem acrescentar nem uma linha, vírgula ou palavra.
É assim que as mães sentem. Eu , incluidíssima.

Lara Mello disse...

Já sonhei com um ex meu sequestrando minha filha, e foi bem sinistro pq ele é bem capaz disso, chorei horrores e não fiquei bem por uns dias =/

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...