Subscribe:

sexta-feira, novembro 04, 2005

Efeitos de Porro. E quê efeitos!!!

Aquele sentimento de inconformismo está me acometendo de novo.
Olho o template, olho tudo, sinto uma vontade de dar uma carinha diferente ao blog, mais atual, mais haver comigo.
O pior, é que quando conseguir fazer tudo isso, há de se passar 1 ano e eu novamente vou querer mudar.
Como manter uma constância de mudanças (a frase por si só já é esdrúxula!!) se eu sou a própria toupeira em HTML?
Com meu manualzinho, não dá prá chegar muito longe...

Aí, eu tive q recorrer ao Mr. himSelph. Coitado. Tô c/ peninha dele...
Espero q depois de todo esse sacrifécil, vcs aprovem as mudanças.

Sexta passada, fomos a Angra.
Fomos, q eu digo, é eu e meia-dúzia de gatos pingados da empresa, afim de nos despedirmos de um cara muito bacana que ficou aqui por mais de 1 ano.
O cara é bacana à bessa é de Singapura, mas o mais bacana, foi ter ido e voltado de Doblô e ser deixada na porta de casa, completamente inteira e de quebra, dar um sapeca-iaiá no Engraçadão (Essa foi a melhor parte!!) antes de dormir.

Levei meu querido amigo e companheiro de todas as horas tediosas, Mr. Porro De Male e por sorte, encontrei uma amiga que também era chegada.
Foi curioso vê-la cambaleante e trocando as pernas pelo quarto, sem dizer coisa com coisa, para por fim proferir, após um dia de trabalho de cão, que não iria, porque a cama dela estava "tãããão legal aquiiii!!!"
Tudo bem! Eu estava chapada ídem, mas quem me vê, só estranha talvez, o fato de eu não estar falando pelos cotovelos.

É óbvio que eu paguei alguns micos, que não chegaram a gorilas, mas ainda sim, foi ridículo!
Eu e outra colega, a careta, nos sentamos à mesa, depois de mais de 1h de havermos chegado à festa. É q depois do Porro, tomei banho, me arrumei... e chapada como estava, tudo q eu queria, era abraçar aquela latinha de Skol e se possível, só ficar olhando os movimentos.
Tinha música ao vivo, mas no dia q uma banda de música ao vivo, numa convenção de hotel em Angra, tocar boa música, podem me chamar de mula q eu atendo. Por isso, tentamos nos isolar. Todavia, o contingente nesses eventos é 65% masculino e óbvio, não nos deixariam isoladas numa mesa.
Logo, nos obrigaram a dividir outra c/ uma galera q misturavam-se homens e mulheres.

Sentei ao lado de um amigo de setor q já estava lá há 2 dias para a convenção e confraternização. Eu não queria papo, definitivamente.
Concentrava todas as minhas forças naquele momento precioso: abrir minha terceira ou segunda latinha de Skol.
Ao meu lado, a amiga careta. Do outro lado, o colega querendo puxar assunto:

AMIGO DO SETOR - E aí?? Poxa, vc anda muito estranha.
EU - Eeeeeuuuu? Como assim estranha??
AMIGO DO SETOR - Anda relapsa, com os negócios.
EU - Q negócios???
AMIGO DO SETOR - Ah Engraçadinha! Vc sabe do q eu estou falando!!!
EU (Já apavorada, achando q o cara estava me assediando!) - Não estou entendendo o q vc está falando.
AMIGO DO SETOR - Ah! Está sim.
EU - Não. Não estou não!
AMIGO DO SETOR - Tá sim. Ao q me consta, vc pode ser tudo. Mas das qualidades q mais se sobressaem em vc, é sua agilidade de raciocínio. Vc pega as coisas no ar. Não preciso ficar falando...
EU (Apavorada e petrificada, achando q o cara tava me chamando de puta!) - Eu acho q vc está me subestimando. Meu raciocínio pode não ser tão rápido como vc está imaginando. Será q vc poderia falar claramente??
AMIGO DO SETOR - Mais claro do q isso?? Tá bom. A Agência (ele falava baixinho p/ não despertar a atenção de quem estava ao meu lado e eu a essa hora tinha certeza q ele me considerava uma garota de programa, mas por q????).
EU - Como???
AMIGO DO SETOR - A Agência. Vc não tem uma agência??
EU - ???? Desculpe, mas eu não estou te entendendo.
AMIGO DO SETOR - Q q houve?? Quem não tá te entendendo sou eu. (já irritado)
EU - !!!!!
AMIGO DO SETOR - Agora vc esqueceu que tem uma agência?! As meninas...
EU (Além de apavorada e petrificada, agora eu estava aterrorizada c/ a idéia q ele fazia de mim. Além de achar q eu era garota de programa, ainda pensava q eu era uma cafetina!) - Ôôô fulano! Tá parecendo papo de doido isso. Vc me explica logo o que vc quer, ou eu vou ficar aqui sem entender nada e pior, morrendo de sede de tomar outra Skol!
AMIGO DO SETOR (ele balançava a cabeça negativamente e insistentemente!) - Francamente... Pensei q vc fosse mais inteligente!! (E balançava a cabeça negativamente de novo!)

Eu estava apavorada, petrificada, c/ vergonha, c/ uma puta sede de cerveja, imaginando como aquele cara era safado, sem-vergonha e baixo. Muito baixo.
A essa altura, me senti encolhendo e com vontade de sumir dali. Por alguma razão, minha bunda continuava colada na cadeira. Eu tinha que tirar a prova dos nove e saber do q ele estava falando. E se fosse isso mesmo, o q faria? Iria processar?? O q q Engraçadão pensaria disso tudo?
Acreditaria em mim? Acreditaria q em nenhum momento dei mole, ou tive qualquer assunto que desse abertura p/ esse fulano desavergonhado??
E pior! Esse cara já me deu carona algumas vezes depois do trabalho, porque ele mora relativamente perto da minha casa. Quem acreditaria em mim?
Já estava achando a idéia de ter ido p/ Angra péssima...

AMIGO DO SETOR - E aí? Vc não sabe mesmo do que eu tô falando???
EU - Sinceramente não. Desculpe.
AMIGO DO SETOR - (balançava a cabeça negativamente, mais uma vez) Inacreditável, como vc está relapsa c/ seus negócios.
EU - Isso eu me lembro q vc já falou...
AMIGO DO SETOR - Vc não diz que tem uma agência de matrimônio?!

PUUUUUTAAAAQUEOPARÉÉÉÉÉLHA. VIXE!!!
Foi óóóóiiideo e alívio o que eu senti.
Eu esqueci completamente. E ainda dei o maior rombo (não foi furo), quando ele justificou o motivo de tanto suspense.
A colega careta q estava ao meu lado, era objeto de desejo dele!
Bicho! E eu no meio desse povo.
Caralho!

Tentei dar uma força pros dois, mas quando não tem q rolar, nem adianta.
O objeto dela é outro. E ele teve q se contentar.
Depois dessa, me mantive longe das conversas. Bem longe!
A amiga chapada desceu e ao me ver, sentou ao meu lado e ficamos conversando, papo de doido, q só doido entende, até dar a hora de ir embora.
Melhor assim!

Bj na boooonda e bom findi procês.

Ah! Hoje eu vou a festa Ploc 80's c/ Tio Gu e Engraçadão.
Depois eu conto como foi.

9 comentários:

tio gu disse...

O "amigo do setor" te considera um cupido? Por isso que ele inventou esse lance de agência de matrimônio? Que jeito mais indireto, né? Bjs

Gwen disse...

hauhauahu pro comentário de Tio Gu.

2. Cade a porra do template????????????

Tá tão lindo...

Isso que vc ta fazendo é desvalorizãção do trabalho de... Ora bolas, de mySelph!

Engraçadinha disse...

Tio Gu:

O lance é q eu vivia fazendo propaganda da agência e dizia q os únicos clientes era ele e o Chris.
Ele é amigo do Chris também.
Mas nesse dia, eu tava chapada e esqueci completamente.
Levei pro lado errado e como a garota tava perto da gente, ele não queria ser tão explícito.

Gwen disse...

eu tinha confundido total essa história da agencia de matrimônios! Tava achando que Chris era o cara que consertava seu pc e Tio Gu era o da agenia de Matrimônios...

Tsc! Mas até que eu fico graciosa qdo tô assim tão distraída!

ah, adorei o e-mail que vc comunica ao Leguinha do html os tabefes que ganhei! Valeu...
Te adoro idem...

Tatan disse...

Nós homens somos uns incompreendidos mesmo...Fazer o quê, né? rsrs

Lady Metal disse...

Desculpe, eu pago mico e troco as pernas sóbria mesmo.

Engraçadinha disse...

E eu não, Dona Lady Metal!!!

Alguém, que já foi outro. disse...

Agência de matrimônios?! rsss..

Claudio disse...

Nossa... Papo de doido mesmo ! rsrsrs.
Não entendi porra nenhuma... Mas não é para entender mesmo não, né ?

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...