Subscribe:

terça-feira, março 26, 2013

O BRASIL DO NOSSO UMBIGO

 
Aí vc vira pro lado e dorme. E o mundo está explodindo lá fora. Bem ali fora da sua janela.
A gente está acostumado a olhar só pro nosso umbigo, mas não somos uma ilha, somos uma conectividade.
Eu mesma, eu não olho pro lado. Eu olho pros meus. E sou tão egoísta quanto.
Será q esse mundo tem jeito dessa maneira?
Será q a gente vai continuar botando os "representantes" de maneira errada? Até quando? Quem é quem, dá pra saber?
 
Não por acaso, temos um presidente da comissão dos direitos humanos homofóbico, misógino e racista. Racista esse, que alisa cabelo, homofóbico esse, que posta fotos muito suspeitas sexualmente falando no Instagram, misógino esse, q nasceu de uma mulher (é... graças ao Cláudio Peixoto já sei o que é misógino)!
 
Não por acaso também, temos um presidente eleito na comissão do meio ambiente, cuja fortuna se deve gracas à derrubada da selva, ao sangue do verde, aos olhos de todos. Esse, é senão o maior produtor de soja do mundo. Do Brasil certamente.
 
E nessa hora eu olho pro meu umbigo e lamento não ter estado ali fora. É uma condição ficar aqui dentro, porque acreditamos q de dentro, a gente pode contribuir. No entanto, a nossa contribuição sempre acaba parando nas mãos erradas e essa máquina política q anda torta e paira sobre nossas cabeças, é tão só consequência das nossas escolhas equivocadas.
 
Até quando?
Nas redes sociais, divulga-se piadas de bom e mau gosto e nós, das nossas poltronas, somos canal propagador de lixo, q não acrescenta em nada, nem a ninguém. No máximo, a gente chora as nossas próprias pitangas.
 
Já vi acontecer. Às vezes um simples ato silencioso de vestir preto por uma ou outra causa, dá em nada. Um número minguante de idealistas vestem o preto pra tocar suas vidinhas (eu inclusa).
Nem isso. Uma camiseta preta básica, que poderia significar muito.
 
Enquanto isso, entra governo e sai governo, escolhido por nós mesmos, via de regra é baseado em roubalheira, corrupção e diversos sinônimos.
Péralá! Somos nós os culpados. Somos nós os responsáveis pela displiscência. Estamos anestesiados demais com a beleza do nosso próprio umbigo e "não me excluo fora dessa!"
E não se iluda pensando que eu talvez faça a minha parte como deveria. Eu também sou vc! Tenho lá meus valores e minhas éticas, mas não sou diferente.
 
Há anos atrás, rolou um princípio de barraco no metrô, onde uma senhora do tipo que viaja em pé todo dia pra ganhar seu pão, falou alto que se tivesse no poder, meteria a mão meeeismo, ajudaria sua família meeeeismo e q bobos somos nós q achamos q tem de ser diferente.
 
Fiquei horrorizada!
Achei de uma pobreza de espírito deselegante. Nem por um segundo perguntei qual a educação q ela teve ao longo da vida, se era uma senhora mesmo ou se estava carcumida pelo sacrifício, ou se sequer teve educação. Se ela fazia parte do joio ou do trigo. Meu umbigo de novo, meu ponto de vista outra vez, minha ótica, claro.
 
Eu sei q tem q mudar.
Não faço ideia do processo de como isso vai se dar, mas sei o princípio! Começa com união.
Pra se ter uma ideia, essa união de pessoas indignadas com nosso presidente da Comissão dos Direitos Humanos, atingiu aos influentes da cultura do país a reivindicarem a saída desse senhor. Se vai dar certo ou errado, pense, isso começou nas redes sociais. Com apenas um clique.
E esse clique serve ao menos pra mostrar que nosso mundo não é bagunça, mesmo que embrionariamente, só falta mais gente e mais pressão.
#Reflitão
 
*Post inspirado no blog da Eliza e no documentário Entre Muros e Favelas.

8 comentários:

Mago disse...

É minha cara, é assim mesmo, eu mesmo, muitas vezes tentei iniciar algo onde moro, pois acredito que as coisas precisam começar onde moramos, mas a verdade é que meia duzia de pessoas se propõe a participar. A grande maioria fica mesmo fechada em sua casa torcendo para que de certo, mas dizendo aos quatro ventos que os que iniciaram aquilo são apenas sonhadores... Ouço isso de amigos e familiares sempre que falo de como mudar as coisas através de ações conjuntas e não violentas, com um prazo de aproximadamente quinze anos para uma mudança total e efetiva.Isso, é se os envolvidos verdadeiramente não se corromperem no caminho.

Mago disse...

É minha cara, é assim mesmo, eu mesmo, muitas vezes tentei iniciar algo onde moro, pois acredito que as coisas precisam começar onde moramos, mas a verdade é que meia duzia de pessoas se propõe a participar. A grande maioria fica mesmo fechada em sua casa torcendo para que de certo, mas dizendo aos quatro ventos que os que iniciaram aquilo são apenas sonhadores... Ouço isso de amigos e familiares sempre que falo de como mudar as coisas através de ações conjuntas e não violentas, com um prazo de aproximadamente quinze anos para uma mudança total e efetiva.Isso, é se os envolvidos verdadeiramente não se corromperem no caminho.

Anônimo disse...

Amiga, esteja certa de uma coisa, nada que acontece na vida é novidade. Se você pegar um livro de História desde os primórdios da civilização vai ver que tudo é repetição. A crise que a Europa está vivendo é exatamente o que aconteceu na mesma Europa, o que fez estourar a Segunda Guerra.

No momento o nosso país está numa fase de letargia, mas isso não quer dizer que vai ser assim para todo sempre amém. Já tivemos muitos conflitos sociais, revoltas, levantes e tals. Ainda assim, podemos dizer que alguma coisa está mudando para melhor. Muito pouquinho, mas já está melhor.

Finalizando, procura no YouTube um vídeo chamado "O bombardeio de Salvador".

Beijocas

Yvonne

Bia disse...

Umbigation, nossa realidade!
Eu sou como você, tenho consciência de que faço isso e digo mais, em algumas situações escolho fazer.
Tem gente que sofre de egoísmo patológico, e a maioria é como nós, usa o egoísmo pra se proteger.
Eu fui pro outro lado da coisa, né? Percebi!
Sei que aqui o foco é o nosso dever como cidadão.
A internet apesar de ter uma coisas bizarras e cruéis, às vezes é capaz de fazer coisas bastante positivas, eu ainda acredito que vão conseguir tirar esse INFeliciano do poder, infelizmente com Blairo acho que não vai acontecer, pois a natureza embora hoje em dia seja muito falada ainda não tem tanta visibilidade como as lutas de gênero e raça.
E eu, sinceramente, não sei se discordo dessa senhora do metrô.
Eu trabalho na Esplanada e aqui quase todo dia tem uma manifestação e as pessoas sempre ficam xingando, por conta do trânsito claro, mas engraçado essas são as mesmas pessoas que "acusam" os jovens atuais de não reivindicarem, ou seja, eles querem ver os jovens reivindicando por coisas que tb vão beneficiar a eles, mas não querem ver, não saber saber do processo, só do resultado, querem que façam isso em silêncio e sem estressá-los por ficar 20 minutos a mais no trânsito. Aí como eu sou faladora não aguento e falo isso e eles sempre tem um "mas, mas", mas porra nenhuma é umbigation e pronto!
Agora veja que graça, a gente brigou, ficou com raiva, achou ridículo e tantas outras coisas o Tiririca no poder e ele foi o único que teve um mínimo de vergonha na cara e seguiu os conselhos de Capitão Nascimento pedindo pra sair porque não aguenta a roubalheira, enrolação e preguiça do povo do congresso, ou seja, ainda há salvação.

Danilo B. disse...

E o mais legal é que após um tempo, o povo acaba se conformando e esquecendo. Mas com Marco Feliciano está sendo diferente. Parece que ninguém vai parar de falar do assunto enquanto aquele fdp não sair de lá com o rabinho entre as pernas. Amém!

DO disse...

Palmas pra vc,Engraça. Palmas pra sua indignação. Palmas pro seu inconformismo. E ,acima de tudo,palmas pra sua EDUCAÇÃO!!
Isto vem de berço,da familia,dos valores e da moral que se adquire dentro de casa.
Beijos!

Lulu disse...

Engraçadinha,
Temos que tomar atitude. Não adianta ficar de braços cruzados vendo essa palhaçada acontecer. Falta educação ao povo, cultura. Precisa despertar o interesse pela leitura, pela política. Ninguém sabe a força que tem o povo.
O problema é que muitos estão acomodados com o próprio umbigo que só tomam conta da fragilidade da vida quando a água bate na bunda ou sofrem um revés. Aí acordam para a realidade, veem as necessidades básicas do dia-dia e começam a olhar para o próximo.
Amei seu post.
Big Beijos e feliz páscoa.

ANDRE GONÇALVES DA SILVA disse...


20 pessoas que se deram mal tentando bancar os engraçadinhos

http://www.mestresabe.com/2015/07/20-pessoas-que-se-deram-mal-tentando.html



meu blog de uma passadinha http://www.mestresabe.com/

aproveite e veja meu site de vendas

http://www.lojadomestreandre.com.br/

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...