Subscribe:

terça-feira, julho 19, 2011

Caretice tem limite!

Me diz aí quando é q foi q as pessoas ficaram tão complicadas?
Eu sempre prezei pela simplicidade, pela informalidade, não sei se sou de uma geração pós-sexo, drogas e rock 'n roll, onde os jovens estavam cansados de tanta caretice, tanta babaquice, que no auge dos meus vinte e poucos anos, as pessoas não se ofendiam tanto com a informalidade. Bastava ter um pouco de conhecimento pra brincar, agir com naturalidade que ficava tudo na boa e ninguém se melindrava, todo mundo se respeitava.
 
Eu tenho revisto ao menos 3 vezes meu comportamento e me justificado bastante, antes de tomar uma atitude porque senão os nenéns fazem beicinho e choram, ou vêm com aquela frase q eu poderia ter feito de outro jeito. Affff! Odeio essa frase! Ah... se eu fosse vc não teria agido assim! Ah! Vai chupar um cocô taludo, vai! Porque julgar e falar dos outros é fácil, quero ver assumir pra si as responsabilidades. Cara, pouquíssimas pessoas pegam as rédeas do cotidiano pra si, mas na hora de apontar o dedinhoooo...

Aliás, a revolta possui meu corpo.
Porque o pseudo-politicamente correto está tomando conta do mundo e ultimamente pra não ofender o outro, eu tenho até explicado piada! Repara só.

Comecei a suspeitar que as coisas iam piorar quando o casamento voltou à moda! Juntar os paninhos de bunda como eu e Engraçadão fizemos é quase uma devassidão. Amancebaram-se!

Hoje em dia mais vale morrer pagando uma festa de meio milhão pra família e amigos, comendo arroz com ovo pro resto da vida, do que não casar. E por aí vai. Contar piada de preto, judeu, viado, ou gordo, é ofensa de morte!

Fumar em bares também foi proibido, mesmo aqueles que têm espaço aberto. Em local fechado vá lá, era uma ignorância e desrespeito mesmo!
Mas fala sério, encaretar tem limite!

Bem faz Pacotinho. Conta a piada e diz: "Sem ofensas!"

5 comentários:

'Lara Mello disse...

Adorei o post, e antigamente que agente apanhava na escola e ai para casa na nossa, porque senão apanhava mas se contasse pára alguém, hoje tudo é bullying, vai caçoar de alguém hoje, para você ver.. Eu também acho tudo maluquice e também juntei meus panos de bunda e nem por isso deixo de ser CASADA com meu marido.. Se cuida, sempre ótimo passar por aqui! :)

Ma Albergarias disse...

Olha só:
Alguém tem alguma coisa com sua vida?
Paga suas contas?
Esta semana me humilharam de uma maneira que saí às lágimas da empresa.
Sabe aquela brincadeira que faz vc se sentir uma merda?
Aquela que faz questão de diminuir?
pois é...
Em vez de ficar de mimimi ( embora eu tivesse razão) me fechei e fui em frente.
Não precisei dar um ai, pra td mundo perceber que deram uma bola fora.
Engraçadinha: manda todo mundo pro caralho...
Eu não suporto patrulha: de jeito nenhum, cada um sabe de si próprio e sinceramente: não acho que um papel vai fazer vcs mais marido e mulher do que são.
Já te disse que sua família para mim é um modelo e sinto falta da minha, quando eu era uma criança: foi uma infância muito feliz e inesquecível.
Afff.
Hoje em dia TEMOS que aceitar as escolhas dos outros, mas as nossas próprias, não ganham o eco do mundo.
Manda se fuder ,Engraçadinha.
Eu não aguento, não aguento...

Lulu on the sky disse...

Engraçadinha, tô com a Ma ninguém tem nada haver com a sua vida. É cômodo para as pessoas ficarem julgando se vc está certa ou errada, mas ninguém está dentro de você para saber o que você pensa, sente.
Big Beijos

Crioula disse...

genial este post. E adorei o "vai chupar um coco taludo" Adotei.

To tbem de saco cheio dessa caretice, porraaaa!!!!

Danilo B. disse...

Pois é, os moralistas dominam o mundo! Tão sempre dizendo como VOCÊ deve viver a SUA vida, mesmo depois de vc ter passado dos 30.

Sempre busco a informalidade na minha vida, inclusive no jeito de me vestir. Aquele pano em volta do pescoço já fala por si: não passa de uma coleira pra cãozinho obediente e alienado. Nunca usarei gravatas na vida, exceto em casamentos e quando eu for padrinho. Entendo quem usa pq é obrigado pela empresa ou pelas convenções sociais, mas quero cuspir na cara do fdp que me diz que tenho que usar gravata para as pessoas me respeitarem. Tomar no cu, né?

E gente sem senso de humor, que acha que piadas com negros é racismo e piadas com gays é homofobia? Chato pra caralho! Sempre fui defensor das minorias, mas piadas são piadas... ou vc aceita ou vai tomar no cu! Eu sempre digo que a maior virtude de um ser humano é saber rir de si próprio. Já aqueles que fazem piadas de si próprios para os outros rirem, esses aí já estão em outro plano... pra mim são deuses!

Também não tenho muito respeito por gente que leva a saúde muito a sério. Não digo os hipocondríacos, como eu. Hehe. Falo daquela gente que diz que vc tem que parar de fumar, parar de beber, parar de usar droga, parar de comer gordura, parar de acordar tarde, parar de tomar remédio, trocar o bar pela igreja, a lanchonete pela academia... porra, qual é a graça de levar uma vida saudável de MEEEERDA dessas se VOCÊ VAI MORRER?!

Então pra que ficar perpetuando a vida? É uma maneira de se vingar dos filhos? "Ah, eu passei anos trocando a fralda e cuidando desse fdp, agora é a vez dele de limpar minha bunda quando eu me cagar". ME DIZ, PRA QUÊ?

Não digo que as pessoas devem ser egoístas e sair por aí passando por cima de tudo e de todos só pelo prazer próprio e momentâneo, mas se eu estou destruindo A MINHA SAÚDE, pq vc se importa?

Sinceramente, eu quero mesmo é morrer de infarto! Desejo do fundo do meu coração que uma veia arrebente no meu cérebro e me mate em segundos! Muito melhor do que morrer de velhice aos 130 anos, cheio de cicatrizes e mágoas!

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...