Subscribe:

sábado, julho 23, 2011

NÃO QUE EU QUEIRA ME METER... PELA PERMANÊNCIA DA +VÍDEO LOCADORA!

Srª. Dona Dessa Loucadoura!

Vou começar assim porque eu não sei o seu nome. Já vi a senhora por aí, mas seu nome mesmo não tenho ideia. 
Só que eu frequento a sua casa há alguns anos e lembro também, que quando pequena esse espaço sideral aí, era conhecido como uma sorveteria. Sorveteria essa que mesmo com o calorão do Rio de Janeiro, babau! Não resistiu e fechou. E fechado ficou por certo tempo.


Eu sei que quando me mudei pra cá, já era a loucadoura Vícius. Então eu me associei, claro, já trabalhei em loucadouras antes e foi um dos meus super melhores empregos da época. É que eu fui educada vendo filmes sabe? E cinema era um programa do qual fazíamos eu e a família, mas isso não interessa.


Eu resolvi escrever pra falar de babaus! Porque afinal, como ex-funcionária de loucadouras, posso afirmar que vi muitos babaus ao longo desses anos. E inacreditávelmente o que eu mais vi foram babaus de toda sorte!


Estou aqui na Muda faz quase 10 anos e fico espantada como a sua loucadoura cometendo erros crassos já levou tanto concorrente a babaus homéricos! A Thunder é um exemplo. Eles lançaram o conceito de 3 diárias, qdo vcs não faziam isso e mesmo com o acervo pau-a-pau, babau! Fora as outras q estavam nas redondezas e quadradezas, babau coletivo! Uma a uma. 

Aí eu fico pensando né? Aonde esse povo está alugando alguma coisa. A resposta, na ex-Vicius! E olha q além do povo que vem pra cá, vindo lá de não sei onde, ainda tem as baratas cinéfilas, os mosquitos, as moscas e os percevejos todos com balde de pipoca na mão. Sim, porque aquela área vazia lá atrás minha senhora... nem as aranhas se animam de sair, porque têm cinema di grátis, teia quantinha para se aninhar e comida logo ali embaixo (lembra das moscas?)

Então eu me lembro com lágrimas nos olhos da Blockbuster, coitada. Aquilo era lindo demais. Chique mesmo. Que deu um tiro no pé quando resolveu montar aquela parceria suicida com as lojas Americanas. Eu ia preferir falir, fechar e virar mito!


E a Mais Vídeo? Essa mina de ouro? Que sem investir nem um puto, a não ser em parcos filmes novos, continua atraindo clientela lá de não sei onde, para garantir seu sábado com pipoca, seu domingo after praia (Ah siiim, eu já vi isso aí cheio com sol e a baba escorreu!), no inverno então... que os pobres órfãos cinéfilos que se estapeiam quando entra uma devolução, enchendo os coitados dos atendentes de perguntas, inquirindo-os sem piedade o que é que está na sacola, como se fossem veradeiros viciados em droga? Cruzes em credo, pé de pato, mangalô três vezes, shalom!

Surpresa fiquei, ao perguntar o que seria daquele espaço privativo dos animaizinhos cinéfilos, quando me disseram que o ponto está pra ser passado! 
Pensa comigo, ou leia o email de novo, a senhora está sentada em cima de uma mina de ouro! Meu sonho era ter dinheiro agora pra comprar esse ponto e perpetuar o tesouro que é ESSA loucadoura!


Loucadoura não tem q ter produtos de salão de beleza de marca que ninguém conhece! Muito menos tem q virar Lan House, ou ainda um café. Porque pra isso há q se ter um puuuuuuta investimento, infra-estrutura, gente descolada atrás do balcão, maquinário apropriado... quando não se tem interesse ou capital para investir dessa maneira, o que a loucadoura precisa para lucrar são FIL-MES. Só isso.

O advento das redes sociais e da vida virtual, também dão um dinheirão! Se tiver alguém gerenciando (pode ser um funcionário apaixonado pelo negócio e sabedor das necessidades de seu público), através de um computador, pode-se fazer muuuuito dinheiro! Facebook, twitter, orkut (o lazarento), um blog ou home page que oferece serviço de entrega online! A demanda aumenta, vc contrata mais, agiliza o serviço e LU-CRA!

Mas se a preguiça é maior que a quantidade de massa cinzenta que fica ali dentro da caixa craniana, se for assim, ou uma vontade irresistível de vender o negócio, aí... eu realmente não posso dizer nada. Só rezar de olhos bem fechados e de cunforça que é pra o novo dono abrir uma loucadoura também. E ser um cara ousado, empreendedor, com algum dinheiro para fazer da Mais Vídeo, a loucadoura que a senhora poderia ter feito!


Porque esse espaço ao que me consta, transcende esse título de propriedade que hoje está nas suas mãos. O pessoal da Muda, o pessoal da Usina, o pessoal da Uruguai e ouso dizer, umas cabeças da Saens Peña, têm o direito de uso-capião disso aí! A Mais Vídeo, está no nosso coração e será muito duro dar um tchau sem data marcada, para quem sabe um oi!


Sem mais.

Flavia Moura

13 comentários:

Dani Antunes disse...

TÁ DE SACANAGEM QUE VÃO PASSAR O PONTO?? =O

Tô nude... =/

'Lara Mello disse...

Nossa, tu parece gostar mesmo de filmes, também já trabalhei em uma locadora, mas fechou por causa da pirataria :(

Garota Enxaqueca disse...

Me lembro de ir uma vez na Vicius e ser atendida por um NERD que fez uma cara de nojo quando perguntaram se tal filme era dublado e respondeu, revirando os olhos "óbvio que não, só legendado!".

Enfim.
A perto da minha casa fechou também. Acho que são negócios predestinados a falência. São poucos os que ainda mantém o hábito de ir até uma locadora quando agora se tem a opção de alugar via internet ou a opção menos correta de baixar o filme.

Adivinha em qual grupo me encaixo...

Em nenhum dos dois! Eu compro o filme... =P


Besotes, guapa...

Ane Brasil disse...

hauauhauauha
Caramba, Engraçadinha defensora dos pequenos empreendimentos, grandes negócios?!?!

De boa, eu não entendo como tem locadoura que sobrevive até hoje nestes tempos de pirataria e tvs a caco,
Achei muito bonito a senhora defender a bagaça!

Sorte e saúde pra todos!

Magui disse...

Tem razão, bem administrada dá dinheiro. O dono da locadora que usamos ganha o burro dos tubos.

'Lara Mello disse...

HAHAHAHAH
Pode fazer igual sim! \o/
E curto muito seus twitters, me acabo de ri! \o/

Morena disse...

Po, eu só usava locadora qdo era mais nova! Agora tem tudo no laptop po!
Beijos saltitantes
Boa semana

Crioula disse...

Vou fazer A DESINFORMADA. a blockbuster fechou é?

Lulu on the sky disse...

Faz tanto tempo que não entro dentro de uma locadora. Amei te ver, rever Engraçadão, Pacotinho, cabeça de bolinha e conhecer Dona Miúda. Melhor ainda receber aquele abraço gostoso e saber q a nossa amizade é sincera e verdadeira.
Big Beijos

Gaúcho disse...

Eu também já trabalhei em locadora e foi muito bom. Hoje pego tudo em blueray na rede (sei que é feio). Sem falar que a maioria das lojas quebraram por aqui. Você entra no camelódromo e descobre o motivo.

Beijos, Engraçadinha!

Seu amigo Flavio.

Antonio Bastos disse...

Eu me lembro de quando a locadora lá perto de casa cobrava mensalidade. E a gente pagava, lógico.

Aliás, dia desses encontrei um antigo VHS em minha velha caixa de pornografia em papel. Soprei a poeira e li "Hudson Hawk - o Falcão está à solta". Saca aquele filme do Bruce Willis? Pois é. A pobre da fita sequer estava rebobinada (antigamente isso era crime). Cheguei até a pensar em devolver a fita, afinal, a locadora ainda resiste, mas desisti quando imaginei a pôrra da multa. De 1992 para cá, deixa eu ver...enfim, melhor voltar pra caixa.

E se serve como consolo, para cada locadora que morre, uma nova estrelinha nasce no céu.

Peace.

Antonio Bastos.

Miriam Morceli disse...

Simplesmente adorei !!!! Vejo pelos comentários que quase ninguem sabe o que é cinema de verdade. Cinema de verdade é verdadeiramente um ritual. 1º você tem o prazer de ir a locadora, a sensação maravilhosa de encontrar o filme que você estava procurando, ou escolher outra opção magnifica para substituir (no final você ainda acha que foi muito bem sucedida(o)).
Depois você vai pra casa, e pode convidar que você quiser pra ver o filme com você, além de poder colocar o filme a hora que você quiser, quantas vezes quiser, e em qualquer equipamento, porque se você tiver uma tv de alta resolução, você pode alugar um Blu-ray ou quem sabe um filme 3D e ver na sua televisão de 50 polegadas, Afinal de contas, você gosta de cinema, portanto gosta de qualidade, não aguenta ver um filme todo quadrado, compactado, ou um audio abafado como os piratas ou baixados (não venha me dizer que você perde seu tempo precioso quando poderia fazer algo produtivo baixando filme?).
Gostar de cinema, ter respeito a
7ª arte é isso, é curtir cada momento de alugar seu filme na locadora, é ter amizade com os atendentes que sabem exatamente o que você gosta de ver (nesse caso tô vendo que não acontece isso). Parabéns ao que de cultura evoluida, preservam esse prazer.

fabio disse...

Primeiramente, parabens pelo blog. Acredito, lendo todos esse comentários que o mais importante está se perdendo, isso graças ao poder da informação a jato, aonde tudo que voçe deseja esta na ponta dos seus dedos, a base do imediatísmo.
O contato face to face se perdeu, tudo se compra pela net de palito de fosforos a foguete, imagine um filme, quando se pode consumi-lo de varias maneiras, inclusive de forma errada, como açucar para um diabético que é o mais saboroso mais o mais maléfico, hoje ridicularizado sem se dar a menor importância a obra que é feita e ao que se gasta.
As pessoas se afastam a cada dia mais das outras, o contato, a atenção, a conversa. Estamos vivendo tempos de atendimento mecânico e ensaiado.
Um salve a quem esta nessa luta, que trabalha com o coração a frente do seu negocio, dando muito mais do que produtos aos seus clientes, recebendo muito mais do que o dinheiro de suas vendas.
Amo a 7ª arte, e sem a locadora muito se perderá. Aos desinformados de plantão são lançados uma media de 80 titulos por mês e há pessoas que dizem que assistem filmes, comprando no camelô ou baixando na internet, há muitas jóias perdidas nas prateleiras aonde só aquela pessoa dedicada ao que faz separa pra você e lhe entrega com carinho.
Essa é a esencia da videolocadoura.

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...