Subscribe:

sexta-feira, setembro 09, 2011

PERDOA AMOR!

Deixando todas as badalações de lado e acreditem, elas não têm sido poucas, estou dando uma olhada aqui dentro e me pergunto, estou realmente feliz?

Claro que sim, se a resposta vem dos que estão de fora. Se partir de mim, a resposta pode ser talvez, sei lá...

Ontem ouvi da minha analista (sempre ela) outra coisa óbvia e q está aí diante do nariz de todos: NÃO SE PODE TER TUDO!

E esse tudo não está traduzido em coisas materiais, mas eu posso traduzí-lo livremente, já q se trata de mim, de realizações e sentimentos.

Em termos de realizações, eu admito que realizei muitas coisas se for olhar pra trás... muito além do que minhas origens, ou a construção da minha história pessoal permitiu. Se há 15 anos atrás vc viesse me dizer que eu teria a vida q eu tenho hoje, daria uma gargalhada sonora, diante do seu focinho e sairia de perto te chamando de maluco ainda rindo.

Só que sentimentos, são outra coisa.

Às vezes eu machuco sem querer, minha apatia machuca. E por mais que eu tente amar, fazer pelo outro, parece que meus atos se perdem no meio do caminho. Como se as coisas que eu faço no cotidiano não signifiquem nada. Elas se perdem, simplesmente, somem no éter. E eu convivi com isso a minha vida inteira!


Ok, q eu ando cansada, que eu poderia fazer mais, que como ela, a analista bem disse, são muitos TEM QUE na minha vida e isso está me esgotando. Mas sempre que eu me permito deixar de fazer algo, optando por fazer outro e de outro modo, junto com esse algo faltante vem um dedo acusador apontado pro meu nariz gritando o q eu deixei de fazer. Só que eu não ajo assim com o outro. Eu acuso sim, eu reclamo sim, mas muito menos do que a quantidade de coisas q me encomoda e que eu repito exaustivamente espaçadas vezes. Eu detesto ter de fazer a chata e se fosse vestir a chata, seria a pessoa mais insuportável do mundo. Então a chata tem voz, mas se controla muito. Assim como deve existir um chato vagando por aí.

Fato é que eu não fiquei feliz hoje.


Não ao te ver com o rosto enterrado nas mãos. Senti a sua tristeza e a tua frustração. Me frustrei sabendo que eu era responsável por isso. Tendo razão ou não, eu sei que ver vc com as mãos enterradas no rosto foi por minha causa. E isso me deixa mal. Mal ao ponto de não sentir vontade de fazer nada que eu gosto, por saber que a pessoa que eu amo está triste comigo, está frustrado comigo.

Perdoa amor.

Estou exausta também. Me sinto cobrada por todos os lados; sei que vc também, mas eu não sou você. Eu reajo diferente.


Me sinto apática e sem forças, cansada e com vontade de sumir. Não por sua culpa, não por culpa de ninguém... mas é q nossa vida se transformou numa série de TEM QUE's, que por mais que a gente cumpra um monte, ainda TEM QUE's entrando no fim da fila e isso é interminável e isso me cansa e eu me sinto esgotada. Ninguém tem culpa, aliás, não existe culpa. Só TEM QUE...

8 comentários:

Melanie Brown disse...

Faço suas, minhas palavras:

"Bem, como não sei do bafão na íntegra fica difícil opinar, mas é digno reconhecer um erro e pedir desculpas. Há q se ter ombridade para fazer isso e nem todo mundo tem."
Mas nao termino ti mandamdo um "Bjão", mas sim um enorme abraço recheado com carinho e conforto!!!!

Ti Cuida menina!!!!!!!!!
S2

Ma Albergarias disse...

Este sentimento, verdadeiro e indispensável é que faz a relação de vcs tão especial.

Parabéns amiga, reconhecer é para FORTES! amo-te imenso!

Bia disse...

É, eu li tudo, me identifiquei com muito, mas não sei o que comentar!
Não quero TER QUER escrever algo que pareça 'uau', só quero dizer que é bom falar dos sentimentos legítimos.

Dani Antunes disse...

A merda toda é o "ter que"... =/

'Lara Mello disse...

Eu te entendo bem, são 4 anos de casada e todos os dias sobrevivemos as barras, principalmente que são pessoas diferentes, com criações e atitudes diferentes.. O tem que acaba com agente mesmo :(

http://graceolsson.com/blog disse...

POnha uma coisa na sua cabeca: SEMPRE VAI E XISTIR ISSO MAS VC VAI SUPERAR POR QUE, ENQUANTO HOUVER RESPEITO ENTRE UM CASAL, TUDO É POSSIVEL E OS "TEM QUE" SE PERDEM PELO CAMINHO.

Nao se cobre tanto. E se preciso for, pede desculpa, face to face e recomecem. nao deixe que, independente do que tenha acontecido, pedrinhas continuem na estrada da sua vida.

SOrte!"

Engraçadinha disse...

Grace querida.
Eu me cobro muito menos do que antes, mas sou cobrada ou ao menos me sinto cobrada.
Bem... a terapia está ajudando.

http://graceolsson.com/blog disse...

Vai dar tudo certo por que vc é uma pessoa do bem. Apenas as pessoas do bem buscam ser pessoas melhores. E, apra isso, buscam ajuda de oda forma no caminho do crescimento.

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...