Subscribe:

terça-feira, outubro 11, 2011

SALMO 100:4

Depois que as lágrimas rolaram dentro do carro, com o calor que fez nesse Hell de Janeiro de meoDeos ontem, fui levar Pacotinho fungando pela Tijuca até chegar no Esquilinho. Ele pedindo que eu não chorasse senão ele choraria também. 

Por q raios as mães não podem chorar?

Lembro que a minha evitava esse infortúnio na minha frente, porque talvez não quisesse me preocupar ou ainda, ocupar a figura de mulher frágil, apesar de toda a fragilidade de sua vida.

Eu não faço a mínima questão. Muito pelo contrário. Me botaram o shortinho estrelado da Mulher Maravilha e me deram tarefas de gente grande à força. Então eu choro mesmo, já que ninguém me dá colo, a não ser meu filho mais velho e meu filhote do meio.

Engraçadão como já contei antes, não sabe lidar com choro de mulher e pede pra eu parar quase aos berros. PARA DE CHORAR PORRA! ENGOLE O CHORO! ENGOLE O CHORO!

Não adianta. Sou bem humorada por natureza, até quando estou chorando sai uma piada de dentro de mim. É mais forte que eu.
Talvez por isso as pessoas pensem que sou rica, famosa, abastada e que minha vida é uma eterna  festa. Não é nada disso!!
Tem muuuito trabalho e as viagens fazem parte de uma bela traquinagem patrocinada pelo cartão de crédito parcelado.

A verdade é que eu não aguento mais usar cartão de crédito. Estou enojada de depender dele. E tomei esse nojo assim que saí da farmácia.

Pacotinho foi à dermatologista para ver o ressecamento da pele depois do último final de semana em Buzios e dos dois "olhos de peixe" em cada um dos dedões do pé. Dali, descobriu-se que precisará de ortopedista infantil mais alergologista, que se estenderá também ao irmão do meio que já teve terçol duas vezes, o que caracteriza uma possível alergia.

O Ortopedista infantil, é porque a pisada de Pacotinho não está direito, o que resultou no olho de peixe dos dedões, que ele convive pacíficamente, desde que ninguém os aperte.

Ainda por cima, a farmácia me assaltou... 

Saí desolada dali, porque comprei remédios ao invés de comprar o brinquedinho que ele havia me pedido de aniversário, o que terá de ser postergado para o próximo mês.

Não adianta, Pacotinho não sabe ganhar presente-viagem, só presente-brinquedo.

Não vou entrar nos detalhes das minhas despesas domésticas, porque não quero ninguém aqui cortando os pulsos e porque jurei não lamentar mais sobre isso, mas fato é que agora são três filhos...
Para piorar, tive que ir ao posto de gasolina abastecer e isso me fez derramar mais alguns litros de lágrima. 

Enquanto isso do lado de fora, depois que eu tinha pago, um morardor de rua veio na minha direção, todo sujo, com mochila nas costas, puxando um carrinho feito de garrafa pet trazendo o seguinte discurso:

- Bom dia moça (sorrindo)! Eu moro com a minha mulher ali embaixo do viaduto Paulo de Frontin mais minha filha de 8 anos. Eu faço esses carrinhos para poder me alimentar, só que ontem não deu muita coisa e a gente ficou só na sopinha sabe? Hoje eu estou na batalha para tirar algo mais e levar uma comida mais forte pra casa, a senhora entende? Um moço ali me deu uma moeda de R$ 0,25... 

E foi bem nessa hora que eu pensei que ele fosse xingar o moço...

- Então se a senhora puder dar uma ajuda, qualquer moedinha que seja, ou comprar um brinquedinho desses...

Eu simplesmente peguei todas as moedas que tinha na carteira e dei ao moço, sem deixá-lo terminar a frase.
Eu às vezes me sinto um mix de Dori (Procurando Nemo) com o Coelho da Alice (porque estou sempre correndo atrasada) e essa pressão uma hora tem q sair.
Pensei em pedir demissão do trabalho. Juro! Tirar os garotos da escola, colocá-los numa pública, viver do meu fundo de garantia até ele acabar e depois pensar no que fazer quando eu crescer.
Só que eu ainda não sei responder a essa pergunta. Tenho tantos talentos e nenhum me serve...


Fui dirigindo até o trabalho e ao estacionar, bem... um caminhão na minha frente, uma vaga pequena, um carro apertando atrás... arranhei o capot.
Mais um arranhão, mais cartão de crédito não sei pra quando. Mais chororô.


Cheguei e abri meu e-mail e optei pelo da Fernanda Freitas. Olha o que estava escrito:
"TO PASSANDO PRA DIZER QUE ALGO MUITO BOM ACONTECEU COMIGO...HJ RECEBI ESSE RECADOO E ELE TROUXE PAZ AO MEU CORAÇÃO. ESPERO QUE O SEU ENCONTRE TAMBÉM.

SALMO 100:4
DEUS TEM VISTO SUAS LUTAS. DEUS DIZ QUE ELAS ESTÃO CHEGANDO AO FIM. UMA BENÇÃO ESTÁ VINDO EM SUA DIREÇÃO.


CORRENTES DO BEM SEMPRE FUNCIONAM. =)"

Então já foram duas lições: Resignação (não desista) e esperança (o salmo).
No próximo dia 17, entra a minha restituição do imposto de renda junto com a de Engraçadão.
Rezei e agradeci.


*Desculpaê amigos, blogger me trollando fez repetir um dos parágrafos no final!

7 comentários:

Wallace disse...

É Engraçadinha... acho que preciso ler mais a Palavra de Deus.

Bjs

blabla disse...

Deus não demora, ele capricha...

Valerie disse...

(...)

quem foi que disse que você tem que estar sorrindo a todo momento, o tempo todo? todo mundo tem direito ao seu momento de reclusão, de estar puto, chateado, de estar se sentindo uma merda de pessoa.

chore, esperneie, grite, permita-se o mau humor e, finalmente, relaxe. como o/a "blablabla" disse ali em cima: "Deus não demora, ele capricha".

sua hora vai chegar; é só esperar.

(...)

Morena disse...

É dificil a gente tentar te convencer que vai dar certo na hr que está dando tudo errado, tentar te fazer sorrir quando só quer dar aquele choro doído. Mas olha vc tem três filhos que são sua inspiração, uma personalidade que se sobrepõe, vc é uma pessoa incrível de muito gás e força de vontade. Tenho certeza que todos ficarão bem.
Boa sorte !
Deus está olhando e por mais que pareça longe vai dar certo em breve!
Beijos saltitantes a todos aí
Uma boa semana com feriado no meio =D

Fernanda Freitas disse...

Flavinha, eu te entendo taaaanto, amiga! Sabe aquele sonho de ir pra TV. Pois é. Ele quase se realizou. Fui chamada, mas não o salário não é nem de perto o que ganho aqui. Como faz com um filho adolescente pra criar? Continuo aqui... Na minha vidinha, mas chorando litros a noite, inconformada de ter meu sonho tão perto sem poder agarrar. E sabe quando foi essa notícia? Logo depois que te encaminhei o Salmo 100; Vai explicar?!

Lulu on the sky disse...

É complicado viu.. Ser mãe é ser super mulher e nem por isso deve esconder suas fraquezas. Cada um tem suas dificuldades, mas saiba que é passageiro.

Obrigada pelos comentários nos posts.
Big Beijos a todos ai!

'Lara Mello disse...

Ai, adorei sua historia, nunca desista de Deus! \o/

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...