Subscribe:

sexta-feira, julho 26, 2013

Miley Cyrus, Antes e Depois

Vou alertando que posso estar completamente equivocada e creio, essa deve ser mais uma obra de ficção inspirada pela realidade.

Primeiro, vocês terão de ver as imagens, ou um pedacinho delas para entender o contexto.


Miley Cyrus era mais uma menina do interior, com dentes encavalados que fez sucesso pequena na Disney. Tinha seu próprio programa, cantava country teen music, arrebanhou zilhões de fãs por causa disso e cada vez mais atraía público para seus shows.

Chegou a ser considerada a mulher (sic!) mais sexy do ano pela revista Maxim, justo porque na pesquisa, seus fãs largaram o dedo e a colocaram no topo, ignorando seus dentes trepados, seu cabelo de mega hair, sua tintura 4.5 da Koleston.

Fato é, assim como um bando de ídolos teen, ela fez voto de castidade junto com os Irmãos Jonas Brothers, Selena Gomez, yadayadayada. 

Ninguém veio aqui em casa me perguntar o que eu achava disso. Se assim fosse, eu pouparia o trabalho de uma renca. Ao menos um dos irmãos foi espertinho e casou pra poder fazer séquiço. Os outros se viravam como podiam.

Selena Gomez foi uma que segurou o carão e deu à vontade pro Justin Bieber, se camuflando como uma cobra peçonhenta por trás do argumento de que Justin era Bieber. 

Demi Lovatto pirou o cabeção por vários motivos, dentre eles, não descarto a hipótese do amor de pica. Sabe como é né, colega?

Porque esse negócio, nos dias atuais de dizer que vai casar virgem, é só uma forma de ceder à hipocrisia paterna. 
O amor e a cópula, desde que seja segura e não promíscua (e promíscua também), fazem parte da vida e do crescimento humano. 

Desde que tempo é tempo, as pessoas fazem sexo e essa parte passou a ser proibida para garantir uma linhagem monárquica pura. Inclusive, naquela época, a Igreja ganhou somas significativas para contribuir com essa esparrela na bíblia. 

Aliás, as pessoas cagam pra história né? Eu realmente não sei por quê elas fazem isso, mas eu quando tenho alguma dúvida ética ou moral, vou lá na história porque está tudo lá. 

Voltando ao tema de hoje, é sabido que quando os hormônios gritam e a xana bate palminhas, essas promessas teen são as primeiras a cair por terra.
Essa galera do showbusiness não será a primeira nem a última a pagar esse mico na mídia. Foi assim com Britney bitch, Destiny Child (que passaram a abusar do apelo sexual bem mais tarde), só pra citar as muito famosas.

Miley deu sinais quando recou a cabileira e resolveu descolorir com loiro cinza, num imponente moicano. Nessa hora eu levantei minha sobrancelha direita e proferi o_O, aí vem a avalanche! Fotos da moçoila pipocando na net com calcinha e soutien, barriga de fora, tiradas por ela mesma de celular, foi outro forte indício de que a shoshannah estava queimando, só que as pessoas seguiram ignorando esse detalhe, se atendo apenas de quem era a responsabilidade por esse absurdo.

O outro reflexo gritante é seu novo clipe. Ali o que se lê o tempo todo é:

Oi, quero dar! Oi, alguém aí me come? Oi, pode ser qualquer um! Oi, pode ser uma também! Oi, eu cresci e meu pai deixou eu dar! Alô, toco cru pegando fogo, minha pussy cat doll está aplaudindo freneticamente e fazendo a hola simultaneamente!

Ah duvida? Esse você vai ver inteiro, aposto!



Não seria mais fácil fazer seu trabalho que é cantar e atuar, ao invés de tentar influenciar jovens com suas próprias decisões? 
Tipo, Madonna foi digna. Ela ia lá, ficava peladona, outras vezes se vestia de santa e nunca disse uma frase sequer, do tipo: 
Ei pessoas!  Fiquem virgens ou dêem pra geral, porque lavou tá novo!

Miley não. 
Ela fez parte daquela leva que usava a aliança da castidade. Ela (salvo Demi Lovatto que já tinha pirado e estava internada, graças à Deus) e todos os outros usaram (sim, eu vejo MTV). Portanto eu acho uma grande palhaçada ficar esfregando a Shoshannah no chão, nesse momento, como se fosse uma cadela no cio. A gente já sabia o que ia acontecer!

Na boa, quedê os pais dela agora para dizer que tá ridículo? Sim, porque exibir os filhos moralistas muitos gostam, apagar as cagadas que vêm depois é que é difícil.
Na boa, podiam me poupar dessa.

3 comentários:

Pat Siciliano disse...

Sabe o que é, Engraçadinha?
A sociedade americana é muito hipócrita. Muito, muito mais que a nossa. Aí, ninguém fala sobre sexualidade de maneira natural, porque naturalmente isso não existe, é apenas para a reprodução, néam?
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Daí um belo dia as mina pira e ninguém segura a shoshannah das poderosas, filha!
O melhor que a gente faz é continuar o bom trabalho, conversar com os filhos abertamente sobre tudo, e torcer para que essas influências midiáticas não os afetem tanto.
Porque vou te dizer... Aff, como cansa!
Bj!

Magui disse...

Prefiro o pai dela.Desde os anos 80.

Lulu on the Sky disse...

Ai Engraçadinha me mato de rir com seu humor sarcástico, não vai longe nega.. se até a Sandy que se dizia virgem confessou pra playboy que já deu o fiofó.. não duvido de mais nada Tem uma surpresa no blog
Ótimo dia.
Big Beijos

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...