Subscribe:

terça-feira, junho 05, 2012

EXAME DEMISSIONAL

 
Ontem foi dia de exame demissional.
Não contei como eu chegay até aqui não é? Pois bem, estou há 8 anos na empresa. Empresa essa quem além de desconhecer a existência, me deparei com um maravilhoso mundo novo e corporativo dos egos reluzentes.

Fui contratada para fazer parte do projeto da Plataforma P-52. Era a menina dos olhos na época. Um grande contrato mesmo e eu seria secretina da gerência de engenharia. Isso, em 2004.
Eu sempre fui safo, mas me aventurar no segmento de secretárias sem formação, era quase dar um passo maior que as pernas. Só que eu sempre faço isso.
Sou de uma família de trabalhadores, então quando vc dá um trabalho pra gente, a gente faz e pronto. E sou do tipo que quando percebo que tenho capacidade para fazer algo, vou lá e me candidato. Sou daquelas que se candidata também.
Nunca fui de ficar reclamando, nem questionando (isso veio com o tempo). Sou das que fazem. E assim, eu consegui arrumar confusão com muita gente.
Gente que vinha pra empresa e queria escolher lugar pra sentar e vista (em época de mudanças); gente que questionava de quem era aquele trabalho ao invés de resolver; gente que só queria se encostar; gente que achava que a sua chefia era mais importante que a minha; gente que se achava gente demais.

Eu trato todo mundo igual. Quer dizer, gente humilde, gente numa posição hierárquica muito além da imaginação, gente boa, mas os babacas não.
Estrategicamente tenho que aturar os babacas, que me incomodaram um certo tempo, depois deixaram de.
Os babacas só querem mais atenção, se acham prioridade, então vc resolve o problema deles e faz a fila andar. Hoje eu penso assim.

Aqueles elefantes brancos que as secretárias empurravam com a barriga, bem... também peguei e fui me destacando das demais.
Faltou a porcaria da maturidade para um bando de coisas.
Aprendi a ser menos impulsiva também, a ouvir mais, a falar menos, a não pegar pra mim a dor alheia; aprendi a dar até breve a um bando de gente boa, chorei por tantas outras que não deveriam ter me deixado aqui sozinha. Costumo brincar, que nessa empresa quem é bom, ou morre ou vai embora.

Levei uns tombos homéricos porque chegou uma época que eu pensava que todo o poder estava nas minhas mãos. Não que fosse egocêntrica, escrota ou com mania de grandeza, mas é que eu fazia tanto por tanta gente, que eu acreditava mesmo que conseguiria resolver tudo que caísse no meu colo. Tudo, desde que não fosse coisa minha. Aí o destino incidia!
E assim tomei meu primeiro tombo. Prestes a ser promovida, diz-se que fui vítima de um complô e a promoção foi revogada sem nenhuma justificativa.
Foi o temor pelo sustento de Pacotinho que me paralizou e impediu que eu saísse. A vontade era essa. Sair.
Tinham-se passado aí quase 2 anos de um sucesso meteórico.

Mas eu fiquei e caí no setor do Português da Padaria, o que representou descer ladeira abaixo.
Então os anos se passaram, chegou Hugo Boss, aquele que me ajudou pracaramba no resgate da minha auto-estima profissional. Durante sua estada, tive mais 2 filhos...
Esse também foi embora. Era bom demais para ficar preso a uma empresa só no currículo, mesmo depois de uns 15 anos aqui.

Várias mudanças aconteceram, mas uma coisa não mudou, minha função.
Foram 8 anos com na mesma função, apesar de eu já exercer outra atividade.

Foi bom ser secretária aqui e sou imensamente grata, porque aprendi tanto, mas tanto, mas tanto! Dava outro livro.
Mas meu corpo rejeitou a ideia da estagnação. Não deu pra controlar, nem dá pra continuar.
Saio numa boa sabe? Felizmente, estou saindo numa ótima.
Sem brigas, sem ódios, sem processo. Tudo ficou no quase e deu certo no final.
Deus é o grande responsável!

12 de junho, é meu último dia na empresa.
Tenho muita gente para abraçar e nesse demissional de ontem, eu estava sorrindo.
Para todos os setores que se ocupam da tarefa de demitir um funcionário, apesar da sobriedade deles, levei meu sorriso.
Porque é assim que eu devo sair, com a mesma felicidade que entrei.

E estou muito feliz.
Tenho uma bagagem muito legal na bolsa: tenho histórias de gargalhadas pombagirísticas; amigos aos montes que fiz; tantos outros queridos; coisas que ouvi e soube antes de tanta gente e outras tantas que fui a última a saber; lágrimas na cozinha, no banheiro, cazamiga; colegas que deveriam ser de circo, gente querida em cada setor; tanta coisa me ensinaram... eu sou tão grata por ter aprendido tanto nesse lugar, que quando eu for sentar no banquinho da faculdade, meu aprendizado será muito mais enriquecido.
E quando eu me aventurar outra vez, numa outra empresa, fazendo algo totalmente diferente, continuarei levando o lado positivo das coisas, porque essa é minha essência e porque essa empresa aqui, me foi uma escola cara em diversos sentidos. Preciso valorizar.
Sou alguém melhor e mais forte agora, sem a menor dúvida.
Agora estou pronta.

8 comentários:

Dany disse...

Muita BOA SORTE na sua escolha, amiga!!!

=D

Temos que nos encontrar mesmooooo pra você me contar tudinho!!!


Besos...

Cris Fontes disse...

O que me deixa imensamente feliz é que consegui fazer parte desta história... Nem sempre foi linda mas é sua e será sempre! =D
Vc sabe bem que aprendi a te admirar e gostar de vc! Fico feliz em poder dizer mais uma vez do quanto admiro sua transformação que não foi pra melhor, foi pra super ultra megaaaaaaaa melhor! Parabéns pq isso é pra poucos e fácil... NÃO É NUNCA! MUITO PELO CONTRÁRIO, É SOFRIDO MAS GRATIFICANTE!

Vai com TUDO pra próxima etapa! Que será de sucesso e não tenho dúvidas!

Um caminhão de beijos, Cris

Crizinha disse...

Quem mais vai divertir meus dias nessa fábrica de loucos ein??? Logo agora que me acostumei com esse seu jeito escrotinho de ser.. kkkkkkkkkkkk

Fico triste.. mas estarei aqui torcendo pelo seu sucesso! Que você consiga realizar todos seus sonhos, e viva muitas mais histórias engraçadas (e sacanas rss) para compartilhar com a gente aqui!!

Vai com fé que a fé não costuma falhar! Toda a sorte do mundo pra vc doidinha!

EU MESMA disse...

orgulhosa de vc amiga, mto!!! Tenho certeza q o teu sucesso esta garantido!

DO disse...

sair de uma empresa com um sorriso no rosto,decididamente ,é pra poucos. Mas vc é guerreira e logo estará iniciando uma nova pagina.
Sucesso,Engraça!!

Giselle disse...

Engraçadinha,
Também sai da mesma empresa nesse fim de Maio... Oriunda da GLBL, transferida devido a uma aquisição, fui muito bem recebida por todas as pessoas do 344/8 e 10 andares... Adorei seu comentário "Costumo brincar, que nessa empresa quem é bom, ou morre ou vai embora." - concordo TOTALMENTE! Ah, esqueci de dizer que temos uma pessoa em comum, MEL!
Sucesso!

Engraçadinha disse...

Giselle,

Super obrigada pelo comentário. Eu acho que a vida é progresso. Estagnação adoece e isso vinha acontecendo comigo.

Adorei te ver por aqui. Volte sempre!

Maicon Araujo disse...

Oi trabalhei com você no proj. Da P52. Não soube da sua saída mas desejo toda felicidade do mundo pra você e pra sua família.
Um abração.

Maicon

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...