Subscribe:

domingo, junho 23, 2013

Da série: Meninos Eu Vi - MINHA MÃE É UMA PEÇA

Quem diria que eu conseguiria assistir ao primeiro sucesso cinematográfico de Paulo Gustavo no dia seguinte à estreia nacional, hein?!
Pois foi justamente o que aconteceu!
Paulo Gustavo para quem ainda não conhece, ganhou notoriedade quando apareceu no filme Divã, estrelado por Lilia Cabral em 2009.
Para quem não lembra, atenha-se aos 3'13" de vídeo.

 
Pois então, paralelamente, ele já causava no teatro com Minha Mãe É Uma Peça e juntando as duas coisas, Paulo Gustavo chegou até o canal Multishow com seu programa 220 Voltz.
Multifacetado, o ator interpreta vários papéis e não se intimida em vestir-se de mulher para fazer graça.


Tudo isso pode ser comprovado no filme. Mas ah, o filme. 
É um filme feliz. Porque quem tem mãe, é feliz. Ou não, como com a suavidade de um elefante o filme aborda. 
A personagem tem 3 filhos. O mais velho, que é brilhante por nunca ter lhe dado trabalho, o gay e a gorda. Sendo que os dois últimos ainda moram com a feliz dona-de-casa Hermínia, a louca de bobs na cabeça, que não cala a boca e transforma a vida dos filhos num tormento. 

Quem é filho e não conhece o trabalho de Paulo Gustavo, pode até ficar agoniado no princípio. De fala ágil e em algumas passagens quase ininteligível, a mãe neurótica fala, berra e exige pelos cotovelos. Conforme o filme vai avançando, cria-se certa empatia por ela e no final, você já está contra os filhos.

Por quê? Por que só as mães e os filhos da mãe conseguem antes dos 10' se identificar? Simples. Todos as temos e a teoria está ali provada. Mães só mudam de endereço, são todas iguais. Assim como os filhos.
Dona Hermínia é uma mãe separada que cria sozinha os filhos, o do meio e a mais nova. Ela vive pra eles e por eles. Por isso pega no pé, sofre, fica loka do cu, porque né? Filho enlouquece. Corre pra cima e pra baixo, leva-os na rédea curta, mas e daí? O amor é evidente.

Ela é capaz de deixá-los enlouquecidos, putos com ela; ela os constrange quando chama a filha de gorda em todos os lugares. Aliás, tem isso né? Ela chama muuito a filha de gorda e o filho gay, ela corre da verdade que nem o Diabo da cruz, mesmo permitindo que o namorado do filho frequente a casa. Quando as pessoas se dão conta que ela é uma mãe coração, já estão torcendo para que ela eduque as "crianças" como ela chama, na base do constrangimento.

E ela xinga! Como xinga. Cara, mas é tãão engraçado quando ela está revoltada cuspindo marimbondo, xingando geral. Verdade, nessa hora o cinema em peso está seduzido pela personagem central.
Pois o filme é tocante, sensível, muito verdadeiro e dá nos nervos às vezes. Toca todos os sentimentos e explica muita coisa que o espectador quer enterrar lá no passado. É isso. O espectador se vê no filme.
As brigas, os embaraços, os constrangimentos que a mãe nos fez passar, os xingamentos, tudo está ali.
Posso dizer que Minha Mãe é uma Peça pode representar uma grande catarse, se você reparar bem e o final vem coroar isso tudo, nos fazendo entender o por quê de Paulo Gustavo estar fazendo tanto sucesso assim, "tão de repente".

O filme ainda traz à tona o brilhantismo de Samantha Schmutz (ex-Zorra Total), tem participação de Mônica Martelli, Ingrid Guimarães maravilhosa, Herson Capri e grande elenco. Todos, absolutamente todos estão maravilhosos em seus personagens, inclusive os novatos, Mariana Xavier (a filha) e Rodrigo Pandolfo (o filho do meio).
 
Não tem o que pensar sobre esse filme, tem que assistir.
Abaixo, um pequeno incentivo pra vocês. Vá ao cinema e veja por si próprio!


6 comentários:

Tutti disse...

Ainda não vi o filme, mas vi a peça e me identifiquei MUITO!! Acho que todas as mães de filhos crescidos já gritaram alguma frases da D. Hermínia!! Paulo Gustavo dá show sempre!!

Bia disse...

Estava esperando por essa resenha!
Obrigada por ir assistir no fds de estreia, que é o mais importante pro filme, eu fico agradecendo todo mundo, como se o filme fosse meu! hahahaha BIA LOKA
Eu já vi o Paulo no teatro 4 vezes, três vezes com Minha mãe é uma peça e uma com Hiperativo, e cara, eu sabia que esse filme ia ser bom, não tem como negar o talento de Pauloca, mas ele extrapolou todas as minhas expectativas.
Eu vi muita emoção nesse filme, e a gente fala como se riso não fosse emoção, né? DÃ
Eu quis dizer que chorei, eu nunca esperava que o filme tivesse o apelo que teve, que é super importante. Achei excelente!
Eu sou fã de Paulo desde meados de 2009 quando o vi no sofá do Jô, me apx por ele e disse quando eu for ai RJ vou assistir à pela e assim foi, minha primeira vez foi no teatro da Gávea com minha mãe é uma peça, e o filme pouco pega da peça, e acho que por isso surpreende tanto, precisas ver a peça.
Eu tenho pininba com a Juninho Play, mas achei o personagem dela excelente desse filme, ela deu uma das falas que mais me arrancou risada, rio só em lembrar! sakomsoamsokam
Eu achei o elenco ótimo, parece que eles se divertiam nos bastidores, né?
Sei lá, eu confesso que fui com medo de achar mais do mesmo, mas a verdade é que desde sexta quando saí do cinema eu penso "meldels, como amo esse homem"
Eu levei minha mãe, CLARO, e ela chorou de rir e chorou de chorar hahaha
lógico que ela se identificou com algumas coisas, mas bem poucas, minha mãe passa longe da loucura dela.
E como mãe de duas filhas gordas minha mãe ficava horrorizada com a gordofobia de Dona Herminia, minha mãe tem pavor de mãe que xinga os filhos e tem pavor de barraco, minha mãe sempre foi dura, mas sempre em casa ou em lugar reservado, acho que ela seguiu a risca sá parada de roupa suja se lava em casa, mas ela ria, ria tanto e dizia "gente, ela não deixa nigm falar" saokmsoakmaokmam
Marcelina atazada que só ela, a mãe reclama reclama, mas a filha só é o exemplo da mãe, né? Igualzinha, quédizê... samsamsokamksa
domingo que vem verei de novo!

Beijão!

Lulu on the Sky disse...

Engraçadinha,
Esse filme deve ser engraçadissimo, o Paulo Gustavo é puro talento.
Big Beijos

DO disse...

Eu não consegui abrir os videos aqui no trabalho,mas pode ter certeza q farei isto em casa. Bjo

Magui disse...

Vc narrou tão bem e com os vídeos, já vi o filme.

ANDRE GONÇALVES DA SILVA disse...


20 pessoas que se deram mal tentando bancar os engraçadinhos

http://www.mestresabe.com/2015/07/20-pessoas-que-se-deram-mal-tentando.html



meu blog de uma passadinha http://www.mestresabe.com/

aproveite e veja meu site de vendas

http://www.lojadomestreandre.com.br/

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...