Subscribe:

quinta-feira, agosto 21, 2014

CONVIDADO DA SEMANA: PAOLA MACHADO - LIBERDADE E RESPONSABILIDADE


Olá, sou Paola, tenho 30 anos, casada há 6 com o Bruno e com 2 filhos: Gustavo de 4 anos e Felipe de 3 anos.

Sim, eu engravidei de outro e o primeiro ainda nem engatinhava, rsrs.
Sonhei a vida inteira em ter filhos, era a meta mais importante da minha vida, mas a endometriose e os ovários policísticos não iriam me deixar seguir com tanta facilidade. Mas acho que isso é assunto pra um post inteiro.

Hoje vim falar de outra coisa. Meu amor pela maternidade e os parâmetros que eu estabeleci para ser a mãe que eu sempre desejei ser.

Desde que os meninos nasceram, um amor infinito e arrebatador me consumiu por inteira. Não foi de imediato, mas depois conto sobre isso também rsrs.

Sempre fui uma pessoa muito racional, controladora em relação aos meus sentimentos e sempre deu muito certo ser mais realista e menos sentimental. Mas com os meninos muita coisa mudou. Meu lado realista fez uma lista de coisas que eu queria e não queria com a maternidade.

  • Queria muito ficar barriguda e com "cara de grávida";
  • Jamais, em tempo algum ficaria vestida como um saco de batatas e nunca estaria descabelada;
  • Não seria escrava da maternidade;
  • Não iria me submeter às birras;
  • Iria criá-los da forma que lhes desse mais liberdade de pensamento, independência e responsabilidade;
  • Seria amorosa e carinhosa como jamais imaginei ser;
  • Seria justa, mesmo que isso causasse conflito;
  • Seria dura em relação a educação e no que eu imagino ser importante, para criar melhores homens para o futuro;
  • Fotografar e filmar tudo que eu conseguisse;
  • Eles seriam melhores amigos, parceiros em tudo;
  • Não daria privilégios para um ou outro, seria a mesma mãe para os dois;
  • Seria a melhor amiga deles, dentre outras coisas.
É claro que nem tudo deu certo.
Mas a liberdade de querer ser o que eles quiserem, a independência pra fazer as próprias coisas sozinhos e a responsabilidade, que para tudo que se faz tem uma consequência, já estão bem claros nesses pequenos seres aqui de casa.
Tenho dois exemplares COMPLETAMENTE diferentes no quesito personalidade, mas com IGUAL responsabilidade.

Cada um arruma seu material da escola, carrega sua mochila e cuida de seus pertences, se vestem, fazem seu próprio leite com chocolate pela manhã, tomam banho sozinhos, arrumam o quarto; se derrubam algo no chão, a primeira coisa que fazem é pegar um pano pra limpar (tudo evidente, com a minha supervisão, que eles nem sabem que existe e eu prefiro que seja assim. Eles tem a real impressão que fazem sozinhos).

Dentro desse pensamento, coisas muito doidas já aconteceram. Um dia estávamos em casa e o Guto reclamou que o Lipe estava muito fedorento. Ele tinha feito cocô na fralda.

Eu, num tom de brincadeira, disse então: vai lá e troca a fralda do irmão!
Ele nem pensou em dizer não, pegou todos os ítens necessários para isso... Lenço umedecido, fralda limpa, pomada... Tudinho e trouxe para o colchão que estava no chão da sala.

No mesmo momento eu liguei a câmera para fotografar. Logo que ele chamou o irmão para deitar e trocar a fralda, eu passei de foto para filmagem e fiquei sem interferir em nada, só filmando.

E o Guto, metódico e organizado como sempre, começou o ritual de troca de fralda com muita calma e concentração. O Lipe com toda sua energia ja deitou para trocar a fralda querendo levantar e agitar um pouco mais.

Guto tirou as tiras da fralda e quando foi pegar o lenço para limpar a sujeira do Lipe, este se virou de repente e levantou, começou a cair e levantar no colchão carimbando tudo que estava pela frente... Em meio a uma crise de risos e meu objetivo de continuar filmando, gritei o marido que estava no quarto.

Quando ele se deparou com a cena começou a gritar e andar de um lado para outro sem conseguir fazer nada. Eu ainda rindo e filmando continuava sentada para não perder nada.

O Guto paralisou, não fazia nada, não ria, não chorava, não corria não fazia nadinha, quando o marido saiu do surto e conseguiu pegar o Lipe e levar direto pro chuveiro.

No final o Guto só conseguiu dizer:

MAMÃE, DEPOIS QUE O IRMÃO FIZER COCÔ DE NOVO, VOCÊ SEGURA ELE PRA MIM????

Com tudo que a maternidade me proporcionou dias bons e ruins, eu não poderia ter feito melhor escolha.
 

9 comentários:

Anônimo disse...

Menina, que preciosidade esses seus filhotes. Estou rindo até agora com essa cena. Parabéns querida.
Beijocas
Yvonne

Lulu on the Sky disse...

Que lindeza seus filhos.
big beijos

Paola disse...

Obrigada pelos elogios... foi uma delicia participar aqui do blog... beijos flavia....

Anônimo disse...

Lindos esses meus meninosss. Amo demaisss!!!!

Anônimo disse...

Kennia

Renata disse...

Sou suspeita.... mas amo esses meninos!!!!! e realmente a cena foi ilaria... eu vi o video... kkk

DO disse...

Muito fofos os filhos. Parabens pela linda familia

Flavia Moura disse...

Paola, eu só quero que vc me ensine a botar as crianças pra fazer o próprio Nescau e toda a outra parte doméstica.
Grata.

Anônimo disse...

pARABÉNS MAMÃE!!! É DIFICIL MAS ASSIM COM ESSES PENSAMENTOS SE TORNA MENOS DIFICIL! EXPERIENCIAS DIFERENTES, RESPONSABILIDADE E AMOR É O QUE HÁ!
" FELIZ É AQUELE QUE CONSEGUE DAR RAÍZ E ASAS AO MESMO TEMPO!"
AMO VCS... TIA NAILA

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...